OS PESCADORES DO RIO MURIAÉ: UMA ETNOGRFIA DE CONFLITOS EM ITALVA - RJ

Matheus Andrade

Resumo


No início do século XXI, o rio Muriaé e toda a bacia hidrográfica do Norte-Fluminense receberam o impacto do derramamento de milhões de litros de rejeitos do beneficiamento da bauxita, o que causou a suspensão temporária do fornecimento de água para centenas de milhares de pessoas e trouxe transtornos para a fauna e a flora da região. Há também o derramamento “in natura” de esgoto que o sistema lacustre recebe, diariamente, dos municípios pelos quais passa. O impacto de tais eventos se faz sentir na região e o objetivo desta pequisa é o levantamento de informações atuais sobre a pesca artesanal praticada no rio Muriaé na cidade de Italva - RJ, compreendendo-a a partir de uma perspectiva processual e relacional que considera a importância conflitos que caracterizam a atividade.


Palavras-chave


Conflito; Dramas Sociais; Antropologia da Pesca

Texto completo:

PDF

Referências


CAVINATTO, V. M. Saneamento básico. 9ed. São Paulo: Moderna, 1992.

COLAÇO, José & VOGEL, Arno. O Duro, a Pedra e a Lama: A etnotaxonomia e o artesanato da pesca em Ponta Grossa dos Fidalgos. Antropolítica (UFF), v. 19, p. 165-189, 2005.

COLAÇO, José. Quanto Custa ser Pescador Artesanal? Etnografia, relato e comparação entre dois povoados pesqueiros no Brasil e em Portugal. Rio de Janeiro: Garamond, 2015.

GEERTZ, Clifford. O saber local: novos ensaios em antropologia interpretativa. Petrópolis: Vozes, 1997.

GLUCKMAN, Max. Análise de uma situação social na Zululândia moderna. In.: Feldmam-Bianco (org.) Antropologia da Sociedade Contemporânea. Métodos. São Paulo: Global, 1987.

KANT DE LIMA, Roberto. Pescadores de Itaipu. Meio ambiente, conflito e ritual no litoral do Estado do Rio de Janeiro. Niterói: EDUFF, 1997.

MELLO, Marco Antônio da Silva & VOGEL, Arno. Gente das Areias - História, meio ambiente e sociedade no litoral brasileiro. Niterói: EDUFF. 2017.

PRADO, Simone Moutinho. Da Anchova ao Salário Mínimo – Uma Etnografia sobre Injunções de Mudança Social em Arraial do Cabo. Niterói: EDUFF, 2002.

SMITH, V. H. & SCHINDLER, D. W. Eutrophication science: where do we go from here? Trends in Ecology and Evolution 24: 201-207. 2009.

TURNER, Victor. Do ritual ao teatro: a seriedade humana de brincar. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 2015.

TURNER, Victor. Dramas, campos e metáforas: ação simbólica na sociedade humana. Niterói: EDUFF, 2008.

TURNER, Victor. Social Dramas and Stories about them. In.: Critical Inquiry, Vol 1, no1. AUTUMN, 1980

VALPASSOS, Carlos Abraão Moura. Quando a Lagoa Vira Pasto: Um Estudo Sobre as Diferentes Formas de Apropriação e Concepção dos Espaços Marginais da Lagoa Feia – RJ. Dissertação apresentada como requisito para a conclusão do curso de Mestrado em Antropologia da Universidade Federal Fluminense. 139p. 2006.

VALPASSOS, Carlos Abraão Moura. Apresentação do Dossiê “Organización y conflictos en torno a la actividad pesquera”: Uma atividade boa para pensar: notas sobre pescadores e pescarias. Ava: Revista de Antropologia da Universidade Nacional de Misiones. Argentina: Ed. da UNM, v. 26, p. 55-59, 2015.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Matheus Andrade