Cestóides Pseudophyllidea parasitos de congro-rosa, Genypterus brasiliensis Regan, 1903 comercializados no estado do Rio de Janeiro, Brasil

Marcelo Knoff, Sérgio Carmona de São Clemente, Caroline Del Giudice de Andrada, Francisco Carlos de Lima, Rodrigo do Espírito Santo Padovani, Michelle Cristie Gonçalves da Fonseca, Renata Carolina Frota Neves, Delir Corrêa Gomes

Resumo


Entre outubro de 2002 e setembro de 2003 foram adquiridos 74 espécimes de Genypterus brasiliensis comercializados nosmercados dos municípios de Niterói e Rio de Janeiro. Estes foram necropsiados, filetados e seus órgãos analisados. Dos 74espécimes analisados, 18 (24,3%) estavam parasitados por plerocercóides pertencentes ao gênero Diphyllobothrium Cobbold,1858 na cavidade abdominal, serosa do intestino, intestino e musculatura, onde a intensidade média de infecção foi de 1,66parasitos por peixe, a amplitude de variação da intensidade de infecção variou de um a sete e a abundância média foi de 0,40.Este é o primeiro registro de plerocercóides de Diphyllobothrium sp. em peixes teleósteos no Brasil.

Palavras-chave


Diphyllobothrium sp., Genypterus brasiliensis, Brasil

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Ciência Veterinária - RBCV