Caracterização das lesões inflamatórias em corações bovinos comercializados em açougues da cidade de Nova Friburgo, RJ

Renata Falcão Rabello da Costa, Iacir Francisco dos Santos, Elmiro Rosendo do Nascimento, Rogerio Tortelly

Resumo


Foram estudados, através da técnica de Santos e do fatiamento, 240 corações de bovinos adquiridos em açougues da cidadede Nova Friburgo, RJ, com o objetivo de caracterizar as lesões inflamatórias. Amostras com e sem lesões aparentes, do tipocística, nodular ou difusa, focais, esbranquiçadas e/ou amareladas, fixadas em formol a 10%, foram processadas pela técnicahabitual de inclusão em parafina e coradas pela hematoxilina-eosina (HE). Foram observadas lesões císticas por Cysticercusbovis vivo e, nodulares, por morto, sendo este último preponderante. O exame microscópico dos cisticercos mortos revelou, deuma forma geral, lesões granulomatosas centralizadas por material caseoso e/ou calcário, células gigantes multinucleadas,histiócitos em paliçada, infiltrado misto, predominantemente de mononucleares, envoltos por cápsula fibrosa que, por vezes,continha áreas mineralizadas. Rara foi a observação dos corpúsculos calcários. Miocardites inespecíficas multifocais, compostaspor elementos celulares mononucleares, associando-se, por vezes, à infiltração gordurosa e fibrose dissociando as miofibras,estiveram presentes em amostras com e sem lesões visíveis, sendo encontradas freqüentemente ao redor de cistos deSarcocystis sp. Digno de nota foi a intensidade da infecção, impressionante em algumas amostras, e a presença conspícuadestes microcistos nas fibras de Purkinje.

Palavras-chave


bovino, Cysticercus bovis, Sarcocystis sp., coração, miocardite, inspeção sanitária

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Ciência Veterinária - RBCV