Enumeração e identificação de Vibrio parahaemolyticus em lulas frescas comercializadas no município de Niterói RJ Brasil

Francisco Carlos Lima, Luiz Antonio Trindade Oliveira, Sergio Borges Mano

Resumo


Com o objetivo de verificar as condições higiênico-sanitáriasdo pescado comercializado no município de Niterói,efetuou-se um estudo sobre a enumeração e identificaçãode Víbrío parahaemo!ytícus em lulas frescas. Foram utilizadas50 amostras de lulas frescas, identificadas como pertencentesà espécie Oorytheutís brasílíensís Blainville, 1823.A identificação e enumeração do V. parahaemolytícus forambaseadas nos métodos descritos pela lnternationalCommission on Microbiological Specifications for Foods -ICMS F (1983). A classificação de Heiberg (1936) foi utilizadacomo teste complementar. O V. parahaemolytícus foi identificadoem três (6%) amostras, sendo que, em uma o vi briose desenvolveu em meio com concentração salina a 1 0%,na prova de halofilismo. O V. parahaemolytícus apresentouos NMPs (Número Mais Provável) com média de 19,3.bactérias/g. As três amostras de V. parahaemolytícus submetidasà classificação de Heiberg apresentaram perfil compatíVelcom o grupo VIl (Sacarose ~, Manose + e Arabinose +).Concluiu-se que, mesmo sob comercialização inadequada,com manipulação e resfriamento precários, as amostrasanalisadas apresentaram o V. parahaemolytícus com freqüênciase NMPs baixos.

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Brasileira de Ciência Veterinária - RBCV