Sobre a Revista

Foco e Escopo

A revista Abril é o periódico do Núcleo de Estudos de Literatura Portuguesa e Africana – NEPA UFF. Busca ser um veículo de divulgação nacional e internacional de estudos, resenhas, sobre obras literárias produzidas em Portugal e nos países africanos de língua portuguesa (Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique e São Tomé e Princípe), de forma específica ou em abordagens comparatistas. Visa também a apresentação, através desses estudos, de pesquisas contemporâneas sobre essas literaturas a partir de temas teóricos-criticos fundamentais para sua compreensão.

Processo de Avaliação pelos Pares

Os textos recebidos são encaminhados, em caráter duplo-cego, a dois pareceristas do Conselho Editorial e a pareceristas ad hoc, especialistas na área ou tema dos estudos, de modo a manter e a garantir a isenção de julgamento, este sempre pautado no mérito acadêmico. Em caso de divergência na avaliação, o texto é encaminhado a um terceiro avaliador, responsável pelo resultado final. Na avaliação de artigos e resenhas, são considerados os seguintes quesitos: adequação ao tema da revista; originalidade da reflexão; relevância para a área de estudo; atualização bibliográfica; objetividade e clareza de expressão e utilização de linguagem técnico-científica.

Periodicidade

A Revista Abril publica um volume por ano e dois números por volume, com publicações previstas atualmente para abril e novembro.

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

A revista não cobra encargos para submissão, nem para o processamento e publicação dos artigos (APCs).

 

Sponsors

A partir do número 9, publicado em novembro de 2012, a ABRIL passou a contar com recursos do Programa Auxílio Publicação 2012, da Universidade Federal Fluminense, por meio da PROPPI - Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação.

Histórico do periódico

Há muito tempo o grupo de docentes e pesquisadores das Literaturas Portuguesa e Africanas de Língua Portuguesa da Universidade Federal Fluminense vinha acalentando um sonho: o de divulgar, através de uma revista, sua produção científica, assim como a de colegas de outras instituições e de alunos de Letras dos vários níveis de ensino. O sonho agora se concretiza e Abril ganha corpo, imagem e voz, a nos lembrar outros corpos, imagens e vozes que se alçaram em 25 de abril de 1974, criando o espaço da festa da liberdade em Portugal, espaço este que assegurou também o da outra festa, a da libertação das então colônias de África que, em 1975, se fizeram nações independentes. Desse modo, Abril nasce sob o signo da festa, disseminando-o, com alegria, no plano concreto de nossa vivência acadêmico-institucional.

Se a revista foi fruto de um sonho e de uma realização docente, é bom lembrar que, para a concretude desse mesmo sonho, muito contribuiu o fervor com que um grupo de alunos-pesquisadores do Núcleo de Estudos de Literatura Portuguesa e Africana (NEPA) abraçou a idéia, contribuindo para que a publicação se efetivasse. Abril é, assim, o resultado de uma ação de partilha entre docentes e discentes que sempre buscaram trilhar juntos o caminho da sedimentação do conhecimento. Em representação de todos, nomeia-se, aqui e agora, o então mestrando Diego Ferreira Marques, responsável pelo projeto gráfico-virtual de Abril. A ele e aos demais, agradecemos.

Nesse primeiro número, resgata-se, em forma de dossiê, um conjunto de trabalhos apresentados no V Seminário do NEPA Representações Contemporâneas da Subjetividade, além de ensaios especialmente produzidos por alunos para esse primeiro número, a ser lançado no próximo Seminário, em agosto de 2008, cujo tema será Memória, Paisagem e Escrita. Esperamos ansiosos o momento da festa do lançamento de Abril.

Sabendo, com Helder Macedo, em suas Partes de África, que “festa é festa e essa já ninguém nos tira”, devemos agora relativizá-la, pois nela não teremos a presença física do colega e um dos mentores da revista, José Carlos Barcellos, profissional brilhante e amigo incomparável, que a vida nos levou tão cedo e tão de repente. A ele dedicamos este primeiro número de Abril, como também a Haquira Osakabe, cujo texto instigante e denso se faz a voz de abertura da revista. José Carlos e Haquira, por se terem encantado prematuramente, continuarão a fazer parte de nossa memória, escritos que estão no livro de nossa paisagem afetiva e profissional.

Por fim, queremos reiterar que aqui estamos, esperando de vocês as contribuições para futuros números e sua visita virtual, a consolidar laços mais que puramente acadêmicos.

Niterói, julho de 2008
LAURA CAVALCANTE PADILHA
EDITORA RESPONSÁVEL

 

Memória dos editores-chefes:

De 2008 a 2014 - Profa. Dra. Laura Cavalcante Padilha

De 2014 a 2016 - Profas. Dra. Laura Cavalcante Padilha e Ida Alves

De 2017 até atualidade - Profs. Drs. Ida Alves e Silvio Renato Jorge

 

Qualis Periódicos da Capes:

Triênio 2010-2012, A2.

Triênio 2013-2016, B1.