Os quatro paratextos ‘sem qualidades’ e a relação antológica com os legados de Luís de Camões, Herberto Helder e Robert Musil

Julia Telésforo Osório

Resumo


Neste artigo, Poetas sem qualidades, uma antologia de poesia portuguesa contemporânea é apresentada a partir da análise de seus quatro paratextos a fim de compreender a importância das menções, via citações, aos lega- dos poéticos de importantes escritores, sobretudo os de Camões, Herberto Helder e Robert Musil, registradas nesta publicação, que inaugurou as práticas editoriais do selo Averno, em Portugal, neste início de século.


Palavras-chave


Paratextos; Poetas sem qualidades; Poesia portuguesa contemporânea.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/abriluff.v11i23.30280

Apontamentos

  • Não há apontamentos.



ISSN: 1984-2090 (online)


Indexado em:

Periódicos UFF

Latindex Periódicos CapesDiadorimSumarios.org EZBABECLivreSHERPA-RoMEO MLADialnet


Licença Creative Commons
A Revista Abril utiliza uma licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional (CC BY-NC 4.0).