RECESSÃO ECONÔMICA E EMPREGO DOMÉSTICO NO BRASIL

Cristina Pereira Vieceli, Juliane Costa Furno, Carlos Henrique Horn

Resumo


O emprego doméstico desempenha um importante papel no
funcionamento das economias mercantis. Destaca-se, em especial, o grande peso
desta ocupação para a força de trabalho feminina, notadamente negra no caso
brasileiro, e características de precarização que se expressam historicamente por
altos índices de informalidade, baixa remuneração e uma mais restrita legislação
trabalhista. Em sua dinâmica, o contingente de ocupados nestes serviços
correlaciona-se negativamente com os ciclos econômicos. Assim, a recessão
que se abateu sobre o Brasil a partir de 2015 freou a tendência de redução
na participação do trabalho doméstico remunerado e fez-se acompanhar por
uma piora nas condições de trabalho. Este artigo examina os impactos da crise
econômica sobre o emprego doméstico no Brasil com base em características
sociodemográficas e da relação de emprego.


Palavras-chave


emprego doméstico; emprego feminino; mercado de trabalho; recessão econômica.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/rg.v18i1.1032

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista Gênero, Niterói, Rio de Janeiro, Brasil - ISNN 2316-1108

Licença Creative Commons  Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.