A PERSPECTIVA DISCURSIVA DO VÍDEO-DOCUMENTÁRIO “MAR SEM FIM - UNIDADES DE CONSERVAÇÃO”:

o caso da Reserva Extrativista de Canavieiras sob a ótica do turismo em áreas protegidas

Autores

  • Virgínia Martins Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - UFVJM
  • Betariz Carolina Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri – UFVJM

DOI:

https://doi.org/10.47977/2318-2148.2020.v8n13p62

Palavras-chave:

Comunidades tradicionais;, produção audiovisual;, educação ambiental

Resumo

As unidades de conservação são de extrema importância para a preservação da biodiversidade, regidas pelo Sistema Nacional de Unidades de Conservação. A segunda temporada do vídeo-documentário “Mar Sem Fim” foi uma produção audiovisual nacional que contextualizou a realidade de tais territórios na costa litorânea do país.  O objetivo deste trabalho foi identificar os aspectos discursivos do episódio 33 deste vídeo-documentário, que trata sobre a Reserva Extrativista de Canavieiras, na Bahia. Tais discursos foram analisados a luz dos processos de mobilização social, considerando as temáticas do conservacionismo, do uso público e da governança. A pesquisa de natureza qualitativa e caráter exploratório adotou a análise de conteúdo (Bardin, 1977) para compreensão dos discursos identificados no vídeo-documentário, que foram contextualizados com publicações científicas e documentos técnicos. A partir das temáticas elencadas, os discursos identificados na análise do vídeo-documentário evidenciam a importância do protagonismo feminino no contexto de criação desta área protegida bem como interesses relacionados a especulação imobiliária e práticas de carcinicultura que geram conflitos territoriais posto a falta de apoio governamental às comunidades tradicionais. Conclui-se que o vídeo-documentário pode ser uma potencial ferramenta educativa para o desenvolvimento de atividades voltadas à Educação Ambiental, com o intuito de instigar possíveis diálogos

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Virgínia Martins, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - UFVJM

Docente do curso de bacharelado em Turismo da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri – UFVJM. Doutora em Geografia. Faculdade Interdisciplinar em Humanidades

Betariz Carolina, Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri – UFVJM

Discente do curso de bacharelado em Turismo da Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri – UFVJM. Bacharel em Ciências dos Alimentos (Universidade de São Paulo)

Referências

AGUIAR, P. C. B. Transformações Sócio ambientais do município de Canavieiras (Bahia): uma análise à influência da Resex. Dissertação para obtenção do título de mestrado em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente da Universidade Estadual de Santa Cruz. Ilhéus, Bahia. 2011

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70. 1977

BRASIL. Lei n. 9.985 de 18 de julho de 2000. Regulamenta o art. 225, § 1o, incisos I, II, III e VII da Constituição Federal, institui o Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza e dá outras providências. 2000. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9985.htm Acessado em: 27 mar. 2019.

BRASIL. Decreto Federal de 5 de junho de 2006. Dispõe sobre a criação da Reserva Extrativista de Canavieiras, localizada nos Municípios de Canavieiras, Belmonte e Una, Estado da Bahia, e dá outras providências. Brasília, dia 5 de junho de 2006. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2006/Dnn/Dnn10844.htm Acessado em: 27 mar. 2019.

BRASIL. Lei n° 11.516, de 28 de agosto de 2007. Dispõe sobre a criação do Instituto Chico Mendes da Conservação da Biodiversidade. 2007 Disponível em: https://www.icmbio.gov.br/cma/images/stories/Legislacao/Leis/Lei_Criacao_Chico_Mendes_- Acessado em: 27 mar. 2019.

_Cria%C3%A7%C3%A3o_do_Chico_Mendes.pdf Acessado em: 27 mar. 2019.

BRASIL. Instrução Normativa ICMBIO no 09 de 5 de dezembro de 2014. Disciplina as diretrizes, normas e procedimentos para formação, implementação e modificação na composição de Conselhos Gestores de Unidades de Conservação Federais. 2014. Disponível em: www.icmbio.gov.br/portal/images/stories/o-que-somos/in_09_2014.pdf Acessado em: 27 mar. 2019.

BRASIL. Portaria no 313, de abril de 2018. Aprova o Acordo de Gestão da Reserva Extrativista de Canavieiras/BA. SEI/ICMBio - 3075645 - Portaria. 02125.000926/2017-71 Número Sei: 3075645. 2018a. Disponível em: www.icmbio.gov.br/portal/images/.../portaria_313_de_11_de_abril_de_2018.pdf Acessado em: 27 mar. 2019.

BRASIL. Portaria n. 1.124, de 7 de dezembro de 2018. Aprova as regras constantes do Acordo de Gestão da Reserva Extrativista de Canavieiras. Diário Oficial da União. Edição 250. Seção I. Página 160. 2018b. Disponível em: http://www.in.gov.br/materia/-/asset_publisher/Kujrw0TZC2Mb/content/id/57494426 Acessado em: 27 mar. 2019.

CTAV. Centro Técnico de Audiovisual, Secretário do Audiovisual, Secretaria Especial da Cultura, Ministério da Cultura. A EMBRAFILME. 2008. Disponível em: http://ctav.gov.br/2008/10/10/a-embrafilme/. Acessado em: 15 ago. 2019.

DUMITH, R. C. A gestão na Reserva Extrativista de Canavieiras (BA): conexões transescalares e seus conflitos. In: VII Congresso brasileiro de geógrafos. Vitória, Espírito Santos. 2014

ICMBIO. Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade. Canavieiras cria moeda social e muda realidade local. 2015. Disponível em: https://www.icmbio.gov.br/portal/ultimas-noticias/4-destaques/6810-extrativistas-de-canavieiras-criam-moeda-social-e-mudam-realidade-da-comunidade Acessado em: 27 mar. 2019.

ICMBIO. Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade. Nota: Resex Canavieiras e seu acordo de gestão. 2018. Disponível em: http://www.icmbio.gov.br/portal/ultimas-noticias/20-geral/9642-nota-resex-canavieiras-e-seu-acordo-de-gestao Acessado em: 27 mar. 2019.

MAR SEM FIM. Reserva Extrativista de Canavieiras, episódio 33. Produção de João Lara Mesquita. Brasil: TV Cultura, 2015. Publicado em 11 de nov de 2015. 1 vídeo (25 min.). Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=3bO0UikQ9hI&list=PLbkIDHHT4jOk-zHXo6Lac3dghB7xTLdWA&index=23 Acessado em: 8 mar. 2019.

MP/BA. Ministério Público Federal no Estado da Bahia. MPF/ BA: aprovada proposta para conselho deliberativo da RESEX Canavieiras. 2009. Disponível em: https://mpf.jusbrasil.com.br/noticias/443555/mpf-ba-aprovada-proposta-para-conselho-deliberativo-da-resex-canavieiras Acessado em: 25 abr. 2019.

PATTON, M. G. Qualitative Research and Evaluation Methods, 3 ed. Thousand Oaks, A: Sage. 2002

PEREIRA, G. P.; OLIVEIRA, M. L. R.; COSTA, B. A. L. Mobilização e atuação das populações tradicionais na criação da reserva extrativista marinha de canavieiras – BA (Brasil). Revista Espaço: vol. 38 (n° 41), p. 13. 2017

ROCHA, A. P. A. Gestão dos recursos naturais e governança dos comuns: um estudo da Reserva Extrativista de Canavieiras-BA a partir das contribuições de Elinor Ostrom. Dissertação apresentada para obtenção do título de Mestre em Economia Regional e Políticas Públicas, à Universidade Estadual de Santa Cruz. Ilhéus, BA: UESC. 2017

RODRIGUES, F. L. Uma breve história sobre o cinema documentário brasileiro. CES Revista, Juiz de Fora, v. 24. 2010

SANTOS, M. A. Espaço, geograficidades e ação política comunitária na Resex Marinha de Canavieiras-BA. GeoTextos, vol. 14, n. 1, julho, p.13-37. 2018

SORANZ, G.; SERRA, J. J.; NICOLI, L.O.; ROJO, S. M. Imagens que falam: olhares contemporâneos sobre cinema, fotografia e audiovisual. Campinas, SP: Unicamp/Instituto de Artes. 406 p. 2015

WELLE, J. Uma breve análise do documentário As Hiper Mulheres (2011). In: SORANZ, G.; SERRA, J. J.; NICOLI, L.O.; ROJO, S.M. Imagens que falam: olhares contemporâneos sobre cinema, fotografia e audiovisual. Campinas, SP: Unicamp/Instituto de Artes. 406 p. 2015

ZANDONADE, V.; FAGUNDES, M. C. O vídeo documentário como instrumento de mobilização social. Monografia apresentada ao curso de Comunicação Social com habilitação em Jornalismo, do Instituto Municipal de Ensino Superior de Assis/Fundação Educacional do Município de Assis para obtenção do grau de bacharel em Jornalismo. Assis. 2003. Disponível em: http://bocc.ufp.pt/pag/zandonade-vanessa-video-documentario.pdf Acessado em: 8 mar. 2019.

Downloads

Publicado

2020-12-31