A PERCEPÇÃO AMBIENTAL COMO FERRAMENTA ESTRATÉGICA DE GESTÃO EM UNIDADES DE CONSERVAÇÃO

Autores

  • Marcos Aurélio Perroni dos Santos Universidade Federal Fluminense

DOI:

https://doi.org/10.47977/2318-2148.2020.v8n13p42

Palavras-chave:

percepção, gestão, conservação

Resumo

O presente trabalho faz considerações sobre a percepção ambiental e como este tema pode auxiliar na gestão das Unidades de Conservação (UC). A percepção que uma pessoa tem sobre um determinado ambiente ou objeto vai depender da sua vivência, da sua cultura, das suas experiências e visão de mundo. Por este motivo, cada indivíduo interpreta de maneira distinta um mesmo elemento. O mesmo ocorre com as UC, onde cada visitante possui uma percepção diferente do mesmo território, a qual é denominada de percepção ambiental. Isso influencia diretamente na conservação desses espaços, pois suas ações dentro dos mesmos são reflexos dessa percepção. Os estudos sobre percepção ambiental podem contribuir para minimizar os impactos dentro de UC e aprimorar os trabalhos de educação ambiental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

AYIVOR, J. S.; NYAMETSO, J. K.; AIYVOR, S. Protected area gorvernance and its influence on local perceptions, atiiutudes na collaboration. Land, 9, 310, 2020. Disponível em:< https://www.mdpi.com/2073-445X/9/9/310>. Acesso em: 20 de novembro de 2020.

BRASIL. Lei 9.985, de 18 de julho de 2000. Institui o Sistema Nacional de Unidades de Conservação da Natureza. Brasília, 2000. Disponível em:

<http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l9985.htm>. Acesso em: 10 de novembro de 2020.

BYINGTON, C. A. B. Os sentidos como funções estruturantes da consciência. Um estudo da psicologia simbólica. Revista da Sociedade Brasileira de Psicologia Analítica, 1º Seminário, v. 37-1, p. 201-208, 2019.

CECCHIN, J.; LIMBERGER, L. A importância de estudos de percepção ambiental como subsídios para a educação ambiental. I Seminário Internacional dos espaços de fronteira. III Seminário regional sobre território, fronteira e cultura. VII Expedição geográfica da UNIOESTE: Espaços de fronteira - território e ambiente. Universidade Estadual do Oeste do Paraná. Setembro de 2011.

COSTA, R. G.; COLESANTI, M. M. A contribuição da percepção ambiental nos estudos das áreas verdes. RA`E GA 22, p. 238-251, Curitiba, 2011.

DIEGUES, A. C. O mito moderno da natureza intocada. 3ª ed: HUCITEC, São Paulo, 2001.

GIL, A. C. Métodos e Técnicas de Pesquisa Social. 6º ed. São Paulo: Editora Atlas S.A. 2008.

HUSSERL, E. A ideia da fenomenologia. Tradução de Artur Morão. Lisboa: Edições 70, 2000. 133p.

FERNANDES, R. S.; SOUZA, V. J.; PELISSARI, V. B.; FERNANDES, S. T. Uso da percepção ambiental como instrumento de gestão em aplicações ligadas às áreas educacional, social e ambiental. Rede Brasileira de Centros de Educação Ambiental, 2004. Disponível em: <http://www.redeceas.esalq.usp.br/noticias/Percepcao_Ambiental.pdf>. Acesso em: 06 de novembro de 2020.

GUIMARÃES, S. T. L. Percepção Ambiental: percepções e valores. OLAM - Ciência e Tecnologia – Rio Claro – SP. Ano IX, vol. 9, n. 2, p 275, jan-jul/2009.

MARCONI, M. A.; LAKATOS, E. M.. Fundamentos de metodologia científica. 5 ed. São Paulo: Atlas, 2003.

MEDEIROS, M. Questionários: Recomendações para formatação. IPEA. Brasília, 2005.

MERLEAU-PONTY, M.. Fenomenologia da percepção. Tradução de Carlos Alberto Ribeiro de Moura. 2ª ed: Martins Fontes, 1999.

OLIVEIRA, L. Percepção Ambiental. Revista Geografia e Paisagem, Ourinhos, v. 6, n. 2, jul./dez. 2012. p. 56 – 72.

ORSI, R. F. M.; WEILER, J. M. A.; CARLETTO, D. L.; VOLOSZIN, M. Percepção ambiental: uma ressignificação dos sentidos. Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental, Universidade Federal do Rio Grande. V.32, n. 1, p: 20-38. 2015.

PACHECO, É.; SILVA, H. P. Compromisso Epistemológico do Conceito de Percepção Ambiental. Rio de Janeiro, Departamento de Antropologia, Museu Nacional e Programa EICOS/UFRJ, [2006]. Disponível em: > https://docplayer.com.br/51002179-Compromissos-epistemologicos-do-conceito-de-percepcao-ambiental.html < Acessado em: 15 de novembro de 2020.

PALMA, I. R.. Análise da percepção ambiental como instrumento ao

planejamento da educação ambiental. 2005. 72 f. Dissertação (Mestrado em engenharia) - Programa de Pós Graduação em Engenharia de Minas, Metalúrgica e Materiais – PPGEM, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2005.

ROCHA, L. B. Fenomenologia, semiótica e geografia da percepção: alternativas para analisar o espaço geográfico. Revista da Casa da Geografia de Sobral, Sobral, v.4/5, p.67-79, 2002/2003.

RODRIGUES, M. L.; MALHEIROS, T. F.; FERNANDES, V.. DARÓS, T. D. A percepção ambiental como instrumento de apoio na gestão e na formulação de políticas públicas ambientais. Saúde Soc., v. 21, supl. 13, p. 96-110, 2012.

SANTOS, L. P. M. O.; PIMENTEL, D. S. Conhecer para conservar: Análise da inserção social do Parque Natural Municipal do Curió de Paracambi – RJ. Revista Eletrônica Uso Público em Unidades de Conservação. Niterói, RJ. Vol. 5, nº 9. 2017.

TELES, P. A. Percepção ambiental como ferramenta diagnóstica para o processo de integração entre uma unidade de conservação e a comunidade do entorno. 2015. 155f. Dissertação (mestrado em Ecologia e Conservação dos Recursos Naturais) – Programa de Pós-Graduação em Ecologia e Conservação de Recursos Naturais, Universidade Federal de Uberlândia, Minas Gerais, 2015.

TORRES, D. F.; OLIVEIRA, E. S. Percepção ambiental: instrumento para educação ambiental em unidades de conservação. Revista Eletrônica do Mestrado em Educação Ambiental. Universidade Federal do Rio Grande, v. 21, jul a dez de 2008.

TUAN, Yi-Fu. Topofilia: um estudo da percepção, atitudes e valores do meio ambiente. Tradução de DIFEK. São Paulo: DIFEL,1980.

UICN. Governança de Áreas Protegidas: Da compreensão à ação. Série Diretrizes para melhores práticas em áreas protegidas, nº 20, 2013.

VASCO, A.P.; ZAKRZEVSKI, S. B. B. O estado da arte das pesquisas sobre percepção ambiental no Brasil. Perspectiva, Erchim, v. 4, n. 125, p. 17-28, março de 2010.

Downloads

Publicado

2020-12-31