Intervenções governamentais recentes nos Cariris Velhos da Paraíba - Brasil: reflexos na agropecuária, na degradação das terras e na cidadania

Bartolomeu Israel Souza, Eliamin Eldan Queiroz Rosendo, Dennys da Silva Bizerra, Haerte Durgel Araujo Coutinho de Melo, Joseilsom Ramos de Medeiros, Williton Itozamir

Resumo


A desertificação é um tipo de degradação passível de ocorrer nas zonas secas do mundo, quando temos o uso excessivo dos recursos naturais, particularmente a supressão intensa da vegetação durante vários anos. No Brasil, a região dos Cariris Velhos – Paraíba tem sido uma das mais atingidas por esse processo, onde os recentes incentivos governamentais à caprinocultura vêm provocando uma aceleração desse impacto, em função do domínio de uma lógica produtivista com bases ambientais poucos sustentáveis, o que pode ser melhor percebido nos dois últimos anos de secas acentuadas que essas terras vem atravessando, com fortes repercussões na caatinga e também na atividade pecuária. Diversas intervenções governamentais têm minimizado os efeitos da desertificação na qualidade de vida da população. Entretanto, como estas não são acompanhadas de um plano de geração de trabalho e renda compatíveis com as condições ambientais da região, questiona-se sobre a dependência política que essas ações vem provocando.


Palavras-chave


Usos dos Solos; Cariris Velhos; Desertificação; Intervenções Governamentais.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/GEOgraphia2016.v18i37.a13763

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

Latindex Geodados Periódicos CAPES

GEOgraphia - Revista  do Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal Fluminense

Rua Gal. Milton Tavares, s/n, sala 508, Boa Viagem - Niterói - RJ,

CEP 24210-346

Periodiciodade Quadrimestral - ISSN 15177793 (impresso). Os conteúdos da Revista GEOgraphia estão licenciados em CC BY.