A condicionante exógena e a homogeneização cultural: reflexões sobre a formação do cânone em Moçambique

Vanessa Riambau Pinheiro

Resumo


O propósito desta pesquisa é problematizar a formação do cânone literário em Moçambique, investigando que processos concorrem para sua constituição e de que lugar teórico opinam os críticos que o determinam. Após discorrer sobre estas questões – quem define o cânone e em que fatores se baseia –, procuraremos analisar instâncias específicas relativas à constituição da moçambicanidade como elemento de consolidação literária interna. Dentre elas, verificaremos a recorrência de temáticas de cunho essencialista e a consequente representação de uma pseudo homogeneização cultural praticada no país africano. A fim de respaldar nosso estudo, nos apoiaremos nos estudos teóricos de Appiah (1997), Bhabha (1998), Mbembe (2014), Anderson (2008), Leite (2012, 2014) e Martinho (2001), entre outros.

 

---

DOI: http://dx.doi.org/10.22409/gragoata.2017n43a932.


Palavras-chave


Cânone. Literatura. Moçambique.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/gragoata.v22i43.33502

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 


A Gragoatá é uma revista dos Programas de Pós-graduação em Letras da UFF:

Ir para Pós Estudos de Linguagem Ir para Pós Estudos de Literatura


ISSN (impresso) 1413-9073 - de 1996 a 2013
ISSN (online) 2358-4114 - de 2014 em diante


A Gragoatá está indexada nas seguintes bases:

Portal de Periódicos da UFF

Latindex Porbase Google Acadêmico Diadorim Periódicos Capes EZB DOAJ Sumários.Org ErihPlus


Licença Creative Commons
A Gragoatá utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.