A mídia, as crianças e a produção de conteúdo cultural

Ligia Stella Baptista Correia

Resumo


Nos últimos anos tem se acirrado  a crítica a respeito do excesso de estimulos publicitários e conteudos  midiáticos de baixa qualidade destinados as crianças. Os foros de discussões são crescentes a  respeito do consumismo exacerbado e as  longas horas de exposição a televisão  e todo o entretenimento de tela como computadores, tablets, celulares e video games . Porém, considerando a dinâmica familiar  e os espaços que são destinados a expressão das crianças estão cada vez mais escassos. Pouco tem sido feito no sentido de dar voz às crianças para que elas possam oficialmente participar da construção da cultura que a cerca. A midia é o caminho mais fácil e pode contribuir muito para a formação de cidadãos mais ativos, isso pode ser comprovado com o caso da Revista Recreio da década de 1970, crianças podem e querem fazer parte da cultura e  contribuir com conteúdo, o que falta é o convite.


Texto completo:

PDF

Referências


ADORNO, Theodor W. Educação e emancipação. Rio de Janeiro: Editora Paz e Terra, 1995.

ALONSO, Luis E. La era del consumo. Madrid: Siglo XXI Editores, 2006.

ANDI. Cidadania antes dos 7anos: a educação infantil e os meios de comunicação. São Paulo: Cortez, 2003.

ARATANGY, Lidia. O anel que tu me deste: o casamento no divã. São Paulo: Primavera Editorial, 2009.

ARIÈS, Philippe. História social da criança e da família. Rio de Janeiro: LTC Editora, 1978.

BORELLI, Silvia H. S. Ação, suspense, emoção. Literatura e cultura de massa no Brasil. São Paulo: EDUC: Estação Liberdade, 1996.

BOURDIEU, Pierre. La Distinción. Madrid: Taurus, 1999.

BRASIL. Estatuto da criança e do adolescente. Decreto- Lei Nº 8069, de 13 de julho de 1990. Brasília: coordenação de publicações, 1991.

BUCKINGHAM, David. Crescer na era das mídias eletrônicas. São Paulo: Edições Loyola, 2007.

CANCLINI, Nestor G. Consumidores e cidadãos: conflitos multiculturais da globalização. Rio de Janeiro: UFRJ, 2006.

COHN, Clarice. Antropologia da criança. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2005.

COLES, Robert. A educação moral das crianças. Rio de Janeiro: Editora Campus, 1998

CORREIA, Ligia. O consumo serve para pensar: Revista Recreio, crianças e alternativas para a formação de cidadãos. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) – PUC-SP. São Paulo, 2010.

CORSARO, William A. Sociologia da infância. Porto Alegre: Artmed, 2011.

ELLSWORTH, Elizabeth. “Modo de endereçamento: uma coisa de cinema; uma coisa de educação também.” In: SILVA, Tomaz T. (Org.). Nunca fomos humanos – nos rastros do sujeito. Belo Horizonte: Autêntica, 2001. pp. 7-76.

JENKINS, Henry. Cultura da convergência. São Paulo: Aleph, 2009.

MACHADO, Nilson J. Cidadania e educação. São Paulo: Escrituras editora, 1997.

MARTÍN-BARBERO, Jesús. Os exercícios do ver: hegemonia audiovisual e ficção televisiva. São Paulo: Editora SENAC, 2001.

MORIN, Edgar. Repensar a reforma. Reformar o Pensamento: a cabeça bem feita. Lisboa: Instituto Piaget, 2002.

PIAGET, Jean. A linguagem e o pensamento da criança. São Paulo: Martins Fontes, 1993.

SARMENTO, Manuel J. “As culturas da infância nas encruzilhadas da 2ª modernidade”. In: SARMENTO, M. J. e CERISARA, A B. (org). Crianças e Miúdos: Perspectivas Sociopedagógicas da Infância e Educação. Porto: Asa, 2004.

TOREN, Christina. Making history: the significance of childhood cognition for a comparative anthropology of mind. Man, New series, vol. 28, n. 3, pp 461-478, Sep, 1993.




DOI: https://doi.org/10.22409/ppgmc.v1i1.9674

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Programa de Pós-Graduação em Mídia e Cotidiano - PPGMC (UFF)

Endereço: Rua Tiradentes, nº 148 - Ingá - Niterói - Rio de Janeiro - CEP 24.210-510

Site: http://www.ppgmidiaecotidiano.uff.br

Telefone/Fax: (21) 2629-9684/ (21) 2629-9681