Sobre a Revista

Foco e Escopo

A Revista Mídia e Cotidiano é uma publicação quadrimestral do Programa de Pós-Graduação Mídia e Cotidiano e tem como objetivo central divulgar pesquisas empíricas e/ou teóricas das temáticas relacionadas ao campo da Comunicação, com ênfase na relação mídia e cotidiano. A Revista publica artigos, resenhas e entrevistas que tratam das formas de produção de sentido, circulação e recepção dos discursos e processos midiáticos no contexto das relações de poder observáveis em diversas práticas sociais da vida cotidiana.

Sua linha editorial privilegia a perspectiva crítica na análise das interações midiatizadas dos sujeitos e coletividades, tendo como fio condutor o olhar sobre acontecimentos e dinâmicas dos processos de produção midiática em suas distintas relações com a sociedade e a cultura. A Revista aceita trabalhos inéditos (ver as normas) de pesquisadores doutores (e/ou em parcerias com doutorandos, mestres e mestrandos) da Comunicação e áreas afins, sendo voltada, privilegiadamente, a estas comunidades acadêmicas, com ênfase na Comunicação. Aceita submissões em português, inglês e espanhol.

Políticas de Seção

1. Artigos Seção Temática
A Seção Temática é normalmente conduzida por dois ou três editores convidados para a edição de uma chamada específica, definida pela Equipe Editorial e Conselho Editorial e Científico da Revista Mídia e Cotidiano. Tem prazo definido de submissão e publicação. O processo de submissão e avaliação seguem as Diretrizes para Autores. Cabe aos editores do Dossiê a decisão final de publicar ou não artigos aprovados, em função da coerência editorial e do limite de artigos por edição. 

2. Artigos Seção Livre
A Seção Livre recebe artigos em fluxo contínuo e sua submissão e publicação seguem o fluxo editorial da Revista Mídia e Cotidiano e as Diretrizes para Autores. Procura-se, ao máximo, seguir o fluxo temporal de submissão havendo excepcionalidade em função do ritmo de pareceres. Cabe à Equipe Editorial a decisão final de publicar artigos aprovados em função do fluxo editorial da Revista e do limite de artigos por edição. 

3. Traduções
Esta seção, inicada em setembro de 2021, tem como proposta apresentar textos traduzidos para o Português de autores que têm contribuído para o escopo da Revista. A responsabilidade da avaliação é do Corpo Editorial da Mídia e Cotidiano, com possibilidade de também ser avaliada por pareceristas "duplo-cego", quando houver uma edicação editorial neste sentido. Não há limite de textos, mas a pretensão é a de publicar, no máximo, duas traduções por edição. A submissão para esta seção está explicitada em Diretrizes para Autores

4. Entrevistas
As entrevistas submetidas à Revista Mídia e Cotidiano seguem os mesmos procedimentos de submissão de artigos e das Diretrizes para Autores. No entanto, a decisão sobre a publicação ou não de uma entrevista é decidida pela Equipe Editorial. Sugere-se que as entrevistas não ultrapassem 35 mil caracteres. Apenas doutores podem publicar nessa seção. (Aceita-se co-autores doutorandos, mestres e mestrandos). 

5. Resenhas
As Resenhas podem ser de autoria de Mestrandos, Mestres, Doutorandos e Doutores. Sugere-se que sejam sobre obras recém-lançadas no mercado editorial. As resenhas devem seguir as indicações de formatação definidas em Diretrizes para Autores. Sugere-se que tenham entre 10 e 20 mil caracteres. A avaliação para publicação é responsabilidade da Equipe Editorial. 

6. Editorial e Expediente
Os textos dessas seções são de responsabilidade da Equipe Editorial da Revista Mídia e Cotidiano. 

6. Sobre o DOI
São atribuídos DOI à versão EDIÇÃO COMPLETA e aos artigos publicados nas Seção Temática e Seção Livre. 

Formato da Edição

A Revista Mídia e Cotidiano é publicada exclusivamente em versão online sendo disponibilizada em EDIÇÃO COMPLETA (texto contínuo) e, também, acessível por textos individuais, inclusive Expediente, conforme layout do Sistema OJS. Todos os arquivos - seja individuais ou a edição completa - podem ser baixados (download) gratuitamente. As informações referentes à edição estão destacadas em cada artigo e na versão completa. 

Identificação dos Textos Publicados

Todos os textos publicados pela Revista Mídia e Cotidiano são identificados destacando-se, no cabeçalho: título da Revista; o ISSN: 2178-602X; a Seção a que pertence/ Volume / Número/ data completa (período mensal e ano)/ data de submissão e data de aprovação do artigo. 

Observação aos Autores sobre o Processo Editorial

Todos os textos encaminhados à Revista Mídia e Cotidiano passam por cinco fases determinadas pela estrutura do OJS (Open Jornal Systems) e pela política editorial da revista: 

Submissão – Os textos são submetidos, via OJS, por seu autor para a pré-análise da Equipe Editorial da Revista Mídia e Cotidiano (sistema DESK REVIEW), no Template adequado e conforme as Diretrizes para Autores.

Aceitação – Após uma primeira análise dos editores relativamente ao cumprimento da política editorial da revista, o texto segue para o processo de avaliação.

Avaliação – Os textos submetidos são encaminhados a no mínimo dois PARECERISTAS ANÔNIMOS (adotamos o sistema duplo-cego) que os analisam para determinar se serão aceitos ou não. Em caso de divergência de avaliação, o texto é encaminhado para um ou mais parecerista para novo parecer. 

Aceite – Os pareceres, mesmo os que indicam publicação, podem incluir revisões, que serão solicitadas aos autores até um parecer definitivo de aprovação completa. 

Publicação - O texto aprovado em versão final vai para revisão de layout para publicação.

Importante - A comunicação sobre o andamento do processo editorial é comunicado continuamente aos autores e estes podem solicitar, pelo e-mail da revista, quaisquer dúvidas ou questão que tenham, com retorno imediato da Equipe Editorial. 


Processo de Submissão

Ver na aba Submissões as condições de submissão à Revista Mídia e Cotidiano, bem como as Diretrizes para Autores.

SISTEMA DE ARBITRAGEM

a) Etapas da Aceitação e Avaliação 

1. Todos os textos enviados à revista devem seguir as Diretrizes para Autores.

2. Os textos (artigos nacionais e internacionais, resenhas, entrevistas e relatos de pesquisa), submetidos à Revista Mídia e Cotidiano são submetidos à pré-análise por sua Equipe Editorial (DESK REVIEW) quando se verifica se todas as condições de submissão foram atendidas (normas de publicação do periódico), incluindo adequação ao FOCO E ESCOPO da Revista.

3. Se aprovados no DESK REVIEW, são submetidos a um processo de arbitragem científica realizado por, no mínino dois pareceristas externos AdHoc e/ou do Conselho Editorial e Científico da RMC, sendo que o processo de avaliação desse periódico segue o processo blind peer review (“duplo-cega”, isto é, os autores não são identificados para os avaliadores e vice-versa).

4. Processo e critérios de avaliação: inclui-se no processo de avaliação um FORMULÁRIO DE AVALIAÇÃO com critérios específicos sobre: relevância do tema para a área, adequação ao escopo da revista, explicitação dos objetivos e se são efetivamente alcançados;  atualidade e adequação das referências utilizadas; revisão teórica consistente; explicitação da metodologia e dos procedimentos adotados; fluência, clareza e qualidade textual (linguagem científica); adequação do título, adequação do resumo (se descreve objetivo, referencial teórico, métodos utilizados e principais resultados) e avaliação geral.

5. Após a avaliação das categorias descritas no item 4, cada parecerista indica sua decisão final, que pode ser: aceite do texto, correções obrigatórias, nova submissão, submissão a outra revista; ver comentários e rejeitado.  Cada parecerista também tece comentários ao autor/editor, fundamentando suas decisões. Esses comentários são utilizados para dar feedback ao(s) autor(es).


b) Assegurando a avaliação cega pelos pares

A política de avaliação da Revista Mídia e Cotidiano é "duplo-cega" (blind peer review), ou seja, os avaliadores não conhecem o nome dos autores e estes, dos avaliadores. Como forma de garantir uma avaliação isenta do artigo, os autores devem seguir as seguintes orientações:

  1. Escreva o artigo segundo as Diretrizes para Autores.
  2. Neste arquivo, substitua pela palavra "Autor" todas as informações sobre o(s) autor(s), instituição de vínculo, e-mail para contato e mini currículo que constam da página de abertura. Da mesma forma, revise o texto e substitua qualquer menção ao(s) nome(s) do(s) autor(es) ou à(s) instituição(ões) de vínculo por “Autor”, seja no corpo do texto seja nas notas de rodapé, incluindo referências e citações dos próprios autores.
  3. Apague o tópico “Agradecimentos” ao final do artigo, caso tenha sido digitado.
  4. Em documentos do Microsoft Office, a identificação do autor deve ser removida das propriedades do documento.
  5. Observar, com cuidados, as indicações nas Referências Bibliográficas onde não se deve ter, também, nenhuma indicação de autoria.  
  6. Artigos submetidos à avaliação que não seguirem estas orientações serão devolvidos aos autores.
  7. A Revista Mídia e Cotidiano assegura o anonimato dos autores, à exceção dos artigos que já foram submetidos aos repositórios científicos. Nestes casos, no entanto, mantém-se o anonimato dos pareceristas. 

c) Observação aos Autores - Etapa das Decisões Editoriais e Publicação

1. As decisões editoriais em relação aos textos submetidos à Revista Mídia e Cotidiano são tomadas a partir dos pareceres. Todas as decisões dependem de, pelo menos, DOIS PARECERES COM A MESMA DECISÃO FINAL, considerando-se ACEITO e CORREÇÕES OBRIGATÓRIAS como similares. Neste sentido, não há limite de designação de pareceristas, até que se chegue à mesma indicação (ou similar, no caso de ACEITE E CORREÇÕES OBRIGAT´ÓRIAS).  A Revista Mídia e Cotidiano comunica imediatamente aos autores o resultados dos pareceres. 

2. Para a publicação é preciso que haja dois pareceres com a mesma indicação positiva, incluindo as que solicitam “correções obrigatórias”. Neste caso, os textos são submetidos à nova rodada de avaliação, cabendo à Equipe Editorial avaliar se as solicitações dos pareceristas foram atendidas e, caso não sejam suficientes, há uma nova rodada de avaliação no mesmo processo blind peer review (“duplo-cega”, isto é, os autores não são identificados para os avaliadores e vice-versa). 

3. Artigos com dois pareceres indicando REJEITAR são arquivados após comunicação aos autores.  

4. No sistema, os pareceristas podem enviar documentos complementares para o editor. Como último passo, é solicitado que faça sua recomendação aos editores da revista, de forma mais especificada (Aceitar, Correções Obrigatórias, Submeter novamente à revista, Submeter a outra revista, Rejeitar, Ver Comentários).

5. No caso dos dossiês, cabe ao editor ou editores convidados, a decisão final em relação à publicação ou não do texto, mesmo que este tenha sido aprovado para publicação. Justifica-se este item como consequência da necessidade de coerência editorial do Dossiê. 

6. Se a Equipe Editorial da Revista Mídia e Cotidiano considerar adequado, pode indicar nova submissão de artigos aprovados mas não publicados nos dossiês, sendo que considera-se aqui como uma nova submissão, isto é, o artigo será submetido a todo o processo de avaliação já descrito. 

7. Alguns dos textos publicados na Revista Mídia e Cotidiano podem, excepcionalmente, ter origem em convite encaminhado pelos Editores da Revista que, neste caso, têm responsabilidade de avaliação.

8. Como regra geral, após publicar texto na Revista Mídia e Cotidiano, o autor só poderá fazer nova submissão após um intervalo mínimo de 4 edições. Casos excepcionais são definidos pela Equipe Editorial.

Detecção de Plágio

Em paralelo ao processo editorial de avaliação, os textos submetidos à Revista Mídia e Cotidiano passam por uma revisão nos softwares anti plágio Plagiarism.org, Plagiarisma.net, Viper, ACNP, Copy Spider, Plagium e Dupli Checker. Tais programas indicam endereço, possível texto plagiado e/ou percentual de similaridade e termos comuns. Os relatórios balizam as decisões editoriais da Revista. No caso de autoplágio, o máximo permitido é de 40%, desde que na submissão haja a indicação da publicação anterior que não pode ser em quaisquer obras bibliográficas (periódico científico e/ou livro). As decisões editoriais justificadas pelos relatórios são comunicadas aos autores. 

Periodicidade

A Revista Mídia e Cotidiano é uma publicação quadrimestral do Programa de Pós-Graduação em Mídia e Cotidiano, da Universidade Federal Fluminense – UFF. Os períodos de publicação são: janeiro-abril; maio-agosto; setembro-dezembro. 

Política de Acesso Livre

  • ACESSO LIVRE: Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento. 
  • DIREITOS AUTORAIS: Os direitos autorais dos artigos publicados na Revista Mídia e Cotidiano são mantidos aos autores sendo que estes concedem, à Revista, a exclusividade de primeira publicação. 
  • DIREITO DE REPRODUÇÃO: Os trabalhos publicados na Revista Mídia e Cotidiano estão sob a Licença Creative Commons com Atribuição, ou seja, há o direito de se copiar, distribuir e fazer trabalhos derivados desta produção deste que se deem créditos devidos ao autor e à Revista.
  • FORMATOS DE EDIÇÃO: o acesso às publicações de cada edição podem ser feitos tanto por escolha de texto individual como fazer o download da edição completa. 

Arquivamento - Política de Preservação Digital

Conforme sua política editorial a Revista Mídia e Cotidiano oferece acesso livre e imediato ao seu conteúdo. Tal princípio de pesquisa gratuita e aberta ao público é consoante ao propósito de apoiar um maior intercâmbio global de conhecimento. Para tanto, este periódico utiliza os sistemas LOCKSS  e o CLOCKSS o que permite  criar um sistema distribuído de arquivamento entre as bibliotecas participantes e, também, garante  às bibliotecas criar arquivos permanentes da revista para fins de preservação e restauração.

Taxa de Publicação

A Revista Mídia e Cotidiano não cobra taxas dos autores para realizar avaliação, edição e publicação de seus textos.

Código de Ética e Conduta

A Revista Mídia e Cotidiano está alinhada com diretrizes da Committee on Publication Ethics (COPE). Nosso código de conduta e boas práticas tem como objetivo assegurar a integridade da produção científica. Nesse sentido, destacamos que as boas práticas pautam-se por: 

1. Creative Commons: A atribuição do Creative Commons e CC-BY, sempre reconhecendo aos autores e ao periódico os créditos da pesquisa.

2. Financiamento para pesquisa: Quando a pesquisa que originou o artigo submetido for financiada por alguma organização, o fato deve ser informado pelos autores na ocasião da submissão do trabalho, no sistema ScholarOne.

3. Conflito de interesse: Caso exista conflito de interesse entre autores e qualquer outra pessoa ou entidade, deve ser informado pelos autores na ocasião da submissão do trabalho.

4. Práticas inadequadas: No caso de identificação de potenciais práticas inadequadas, tais como redundância, plágio, problemas com uso de bases de dados, conflitos entre autores, conflitos de interesse não esclarecidos, entre outros, uma vez não solucionadas, devem ser discutidas no grupo dos editores. Se ainda assim a questão não for resolvida, será criada uma comissão aos editores para avaliar e decidir sobre o problema e comunicada a sua existência e solução proposta ao Conselho Editorial e Científico da Revista.  Em caso de dúvida, os autores devem encaminhar suas questões pelo e-mail midiaecotidiano.ega@id.uff.br à Equipe Editorial. Retratações serão demandadas quando incorreções relevantes forem identificadas em artigos já publicados.

5. Orientações aos autores, avaliadores e editores: A revisão por pares (Peer Review), em todas as suas formas, tem um papel fundamental no processo de garantir a qualidade e a integridade da produção acadêmica. Este processo depende, em grande parte, da confiança, e demanda que todos os envolvidos atuem de forma responsável e ética. As Diretrizes Éticas do COPE para Revisores Externos estabelecem os princípios básicos e normas aos quais todos os revisores devem aderir no processo de revisão por pares (https://publicationethics.org/). Dentre as diretrizes éticas do COPE, destaca-se:

a) O revisor externo, na decisão de aceitação ou não da avaliação de um artigo, deve:

  • Concordar em somente revisar manuscritos para os quais possua o conhecimento especializado necessário para realizar uma avaliação adequada e em tempo adequado;
  • Respeitar a confidencialidade da revisão por pares e não revelar qualquer detalhe de um manuscrito ou sua revisão, seja durante ou após o processo de revisão por pares, além daqueles divulgados pelo periódico;
  • Não usar informações obtidas durante o processo de revisão por pares para benefício próprio, de qualquer outra pessoa ou organização, ou para prejudicar ou desacreditar outros;
  • Declarar todos os potenciais conflitos de interesses, buscando orientações do periódico em caso de dúvidas sobre se algo se caracteriza como um conflito de interesse relevante;
  • Ser objetivo e construtivo nos seus pareceres, abstendo-se de posturas hostis ou provocativas e de comentários pessoais difamatórios ou depreciativos;
  • Providenciar à revista informações que sejam corretas e representem fielmente suas especialidades;
  • Reconhecer que assumir a identidade de outro indivíduo durante o processo de revisão é considerado um caso grave de má conduta;
  • Concordar em revisar um manuscrito apenas caso tenha razoável certeza de que possa elaborar um parecer dentro do prazo proposto ou combinado, informando imediatamente à revista em caso de necessidade de um prazo maior.

b) O revisor externo, durante e após avaliação de um artigo, deve:

  • Saber que cabe aos pareceristas avaliarem se o artigo deve ser aceito, aceito com correções ou rejeitado para publicação na Revista Mídia e Cotidiano. Essa decisão deve levar em consideração critérios como: originalidade, adequação ao escopo da revista e/ou ao dossiê temático, metodologia, rigor científico, atualidade e pertinência do referencial teórico adotado.
  • Informar à revista caso não possua o conhecimento necessário para elaborar o parecer ou, caso consiga avaliar somente parte do manuscrito, indicar claramente as áreas para as quais possua o conhecimento especializado pertinente;
  • Declarar a qualquer momento potenciais conflitos de interesses (que podem ser pessoais, financeiros, intelectuais, profissionais, políticos ou religiosos, entre outros)e  buscar orientações da revista caso não tenha certeza se algo se caracteriza como um conflito de interesses;
  • Recusar a revisão caso o conteúdo do manuscrito for muito semelhante a um material que esteja preparando ou que tenha submetido a outra revista.
  • Ler o manuscrito, materiais adicionais (tais como instruções aos pareceristas, declarações de ética e políticas exigidas, arquivos suplementares, entre outros) e instruções da revista em profundidade, contatando o periódico caso algo não esteja claro e solicitando quaisquer itens faltantes ou incompletos que necessitem para elaborar um parecer completo;
  • Não envolver qualquer outra pessoa na revisão de um manuscrito, inclusive pesquisadores que esteja orientando;
  • Na revisão blind peer review, caso haja suspeita acerca da identidade do(s) autor(es), notificar a revista se esse conhecimento causar qualquer potencial conflito de interesses;
  • Não enviar seus pareceres diretamente para os autores sob qualquer hipótese. O parecer deve ser enviado através do sistema da Revista Mídia e Cotidiano, assegurando o caráter cego das avaliações;
  • Notificar a revista imediatamente caso encontre quaisquer irregularidades;  caso esteja preocupado com aspectos éticos do trabalho; caso tenha conhecimento de uma considerável semelhança entre o manuscrito e uma submissão concorrente a outro periódico ou artigo publicado, ou suspeite de má conduta durante a pesquisa ou elaboração e submissão do manuscrito;
  • O parecerista devem manter suas preocupações confidenciais e não levar adiante nenhuma investigação pessoalmente a não ser que o periódico solicite outras informações ou aconselhamentos;
  • Garantir que sua revisão seja baseada nos méritos do trabalho, sem influência, seja no sentido positivo ou negativo, de quaisquer considerações conflitantes pessoais, financeiras, ou de vieses intelectuais;
  • Ser específico nas suas críticas e incluir evidências, com referências apropriadas, para fundamentar declarações gerais tais como “esse trabalho já foi feito anteriormente” de forma a ajudar os editores nas suas avaliações e decisões, bem como para ser justos perante os autores;
  • Lembrar que o manuscrito é dos autores e não tentar reescrevê-lo de acordo com suas próprias preferências estilísticas caso o texto seja claro; todavia, sugestões de mudanças que melhorem a clareza são importantes;
  • Considerar as sensibilidades relacionadas a questões idiomáticas quando os autores escreverem em um idioma que não é sua língua materna e formular o feedbackde forma apropriada e com o devido respeito;
  • Garantir que seus comentários e recomendações ao editor estejam consistentes com seu parecer aos autores; a maior parte do feedback deve ser incluída no parecer para os autores;
  • Não sugerir que os autores incluam citações a seus próprios (do parecerista) trabalho ou de eventuais  parceiros, simplesmente para aumentar sua contagem de citações ou para incrementar a visibilidade do seu trabalho; quaisquer sugestões devem ser baseadas em razões acadêmicas ou tecnológicas válidas;
  • Caso seja o editor do periódico e decidir elaborar um parecer sobre o mesmo, fazê-lo de forma transparente e não encoberto na forma de um parecer anônimo.
  • Continuar mantendo os detalhes do manuscrito e sua revisão confidenciais; 
  • Tentar atender as solicitações do periódico para rever revisões ou ressubmissões de manuscritos revisados anteriormente.

Quaisquer necessidades de esclarecimentos adicionais podem ser demandadas junto à Equipe Editorial (e-mail: midiaecotidiano.ega@id.uff.br)

c) Os autores que submetem texto à Revista Mídia e Cotidiano devem: 

  • Submeter apenas textos originais. Toda citação utilizada no trabalho acadêmico precisa ser referenciada, seguindo as diretrizes para os autores. Autores precisam estar alertas ao fato de que o plágio e o autoplágio configuram crime (Lei 9.610/98). Os colaboradores – equipe editorial e pareceristas – da Revista Mídia e Cotidiano são incentivados a analisar e comentar sobre a originalidade dos artigos, apontando possíveis publicações redundantes;  
  • Saber que em casos de plágio detectado, a Revista Mídia e Cotidiano poderá publicar uma errata, remover o artigo e/ou banir o autor, impedindo-o de publicar textos em edições futuras;
  • Comunicar erros ou inexatidões aos editores após a publicação do texto para que as correções necessárias sejam incluídas no artigo publicado;
  • Não enviar o mesmo artigo para mais de uma revista ao mesmo tempo. O autor deverá aguardar o recebimento do parecer e caso o texto não seja aceito, poderá enviá-lo para outra revista. O autor pode, no entanto, pedir aos editores que seu artigo seja retirado do sistema e desconsiderado para avaliações antes do recebimento do parecer final, caso assim deseje;  
  • Não enviar mais de um texto ao mesmo número da Revista. Após publicar um artigo na Revista Mídia e Cotidiano, os autor devem respeitar um intervalo de 4 edições para enviar outro texto para outro número da Revista;
  • Enviar seus artigos para o Dossiê Temático até a data limite estipulada. Em alguns casos, a Revista poderá prorrogar a data limite de envio de textos para dossiês temáticos. Caso um artigo para dossiê temático não seja submetido dentro do prazo, ele poderá ser considerado para a Seção Livre da Revista;
  • Saber que se enviar artigos que tenham sido apresentados em eventos científicos (e em alguns casos, publicados em anais desses eventos), este só será aceito se ampliado/modificado em, no mínimo, 40%. Além disso, a informação quanto à publicação em anais precisa constar no formulário de submissão;  
  • Saber que algumas traduções de artigos originalmente publicados em outros idiomas (por exemplo, a primeira versão em português de um texto originalmente publicado em inglês) poderão ser aceitas. No entanto, a equipe editorial precisará ser avisada e cabe a ela a decisão de aceitar ou não o texto;
  • Saber que serão consideradas autoras do trabalho as pessoas que derem contribuição para a concepção, projeto, execução, análise e/ou redação do estudo e/ou texto. Já aquelas que participaram apenas de alguns aspectos do projeto e/ou do texto podem ser creditadas como colaboradoras com notas de rodapé; 
  • Saber que o critério para definir quem consta na autoria como primeiro autor, assim também como os demais autores, deve tomar como base a contribuição dada ao texto e não o status ou a titulação dos autores. Doutores, por exemplo, não necessariamente precisam entrar como primeiros autores em detrimento de pós-graduandos. Isso vale para trabalhos de professores em co-autoria com seus orientandos de teses e/ou dissertações;
  • Saber que todos os autores e coautores precisam estar cientes de que seus nomes constam na submissão do texto; 
  • Não deixar de citar o financiamento para projeto de pesquisa caso o tenham obtido, sendo que as fontes devem ser mencionadas na submissão, tanto através dos metadados (quando for realizar a submissão no sistema), como em nota de rodapé no próprio manuscrito; 
  • Saber que os autores são responsáveis pela obtenção dos direitos para reprodução de imagens (ilustrações, fotografias, capturas de tela), tabelas ou figuras;
  • Saber que é permitido aos autores realizarem pedidos de revisão caso considerem o parecer inadequado. No entanto, as razões para tal pedido de revisão deverão estar elencadas e bem justificadas. Cabe à equipe editorial acatar ou não o pedido de revisão;
  • Saber que se o artigo submetido for fruto de projeto de pesquisa com experimentação em seres humanos, o autor deverá explicitar esse aspecto e seguir as  Diretrizes e Normas Regulamentadoras de Pesquisas Envolvendo Seres Humanos em Ciências Humanas e Sociais;
  • Saber que a Revista Mídia e Cotidiano não tolera linguagem de ódio, sexista, racista ou discriminatória, sendo que qualquer situação neste sentido resultará em uma rejeição imediatada do texto pelo editores. Todas as informações relevantes serão encaminhadas aos autores.

D) É Responsabilidade dos editores:

  • Cabe aos editores dos dossiês temáticos o trabalho de designar pareceristas para cada um dos textos submetidos através do sistema da Revista. Cada texto deve ser analisado por, no mínimo, dois pareceristas. Em casos de impasses – por exemplo – um parecer de aceite e outro de rejeição, o artigo deverá ser enviado a um terceiro parecerista.
  • Os editores dos dossiês temáticos também são responsáveis pela elaboração das chamadas temáticas e pela verificação geral (com base nos pareceres, através de avaliação cega) da aderência dos artigos às temáticas propostas pelos dossiês.  
  • As decisões editoriais finais devem levar em consideração critérios como: originalidade, adequação ao escopo da revista e/ou ao dossiê temático, metodologia, rigor científico, atualidade e pertinência do referencial teórico adotado.
  • Os editores gerais da Revista Mídia e Cotidiano são responsáveis por administrar todo o fluxo da Revista, contando com o apoio da equipe editorial, desde a atribuição de pareceristas aos textos, passando pela comunicação com pareceristas e autores, até o envio de resposta aos autores. Os editores gerais da Revista também são responsáveis pela administração dos textos que são publicados na Seção Livre, em fluxo contínuo.
  • A equipe editorial é responsável por garantir os aspectos de confidencialidade e integridade durante todo o processo de avaliação. Os membros da equipe editorial não podem divulgar informações confidenciais sobre manuscritos submetidos à Revista.
  • A Revista Mídia e Cotidiano obedece às exigências legais em vigor sobre difamação, violação de direitos autorais, plágio e autoplágio.
  • Cabe aos editores a função de informar aos autores acerca do status da avaliação de seus textos, assim também como a edição em que o artigo deverá ser publicado em caso de aceite. 
  • A Revista Mídia e Cotidiano trabalha com um prazo médio de 5 a 6 meses para dar retorno aos autores com relação aos pareceres dos textos submetidos. Nos casos em que haja, por qualquer excepcionalidade, um tempo superior a esta média, o(a) autor(a) ou autores, serão contatados com livre decisão sobre a retirada ou não da submissão.  
  • Os editores são responsáveis por analisar questões de conflitos de interesses, assim também como possíveis relações de competitividade ou ligações pessoais que possam comprometer a idoneidade dos pareceres emitidos.  
  • Em caso de reclamações sobre questões éticas e de boa conduta, os editores são responsáveis por investigá-las, analisá-las e respondê-las.
  • Os editores utilizam nomes, emails, informações e dados fornecidos pelos autores através do Sistema somente para fins de divulgação científica. Esses dados não poderão ser comercializados ou utilizados para outras finalidades.

Financiamento
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Ensino Superior (CAPES)
Universidade Federal Fluminense (UFF)
Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação (PROPPi-UFF)
Superintendência de Tecnologia da Informação (STI-UFF)

Afiliação

Revista vinculada ao Programa de Pós-Graduação Mídia e Cotidiano da Universidade Federal Fluminense.
Membro da Associação Brasileira de Editores Científicos

Histórico do Periódico
A Revista Mídia e Cotidiano publicou seu primeiro número em janeiro de 2013, definindo-se como publicação semestral e exclusivamente em versão digital. A partir de janeiro de 2016 passa a ser quadrimestral. A Mídia e Cotidiano está disponível no portal eletrônico da Universidade Federal Fluminense.  

Redes Sociais

A Revista Mídia e Cotidiano iniciou processo de presença nas redes sociais acadêmicas tais como Academia.edu, de modo a ampliar o acesso às informações e contato.
Também está presente:
- FACEBOOK (https://www.facebook.com/RevMidiaCotidiano);
- INSTAGRAM (Instagram www.instagram.com/revistamidiaecotidiano)
Em ambos disponibiliza, constantemente, as estatisticas de acesso, de download dos arquivos, e as chamadas dos Dossiês Temáticos. O site do Programa de Pós-Graduação em Mídia e Cotidiano (http://www.ppgmidiaecotidiano.uff.br/site/) mantém link de acesso direto à Revista Mídia e Cotidiano. 

Indicadores
Submissões recebidas em 2020 = 122
Submissões aceitas = 43
Submissões publicadas = 41
Taxa de aceitação = 38%
Taxa de rejeição = 62%

Link para o Índice H - Google Acadêmico

Submissões Online

Já possui um login/senha de acesso à revista Revista Mídia e Cotidiano?
ACESSO

Não tem login/senha?
ACESSE A PÁGINA DE CADASTRO

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso.