Sobre ausências e silenciamentos: uma análise dos sentidos do Sistema Único de Saúde no Caderno Vida, do Diário do Nordeste

Clarisse Castro Cavalcante, kátia Lerner

Resumo


Sobre ausências e silenciamentos: uma análise dos sentidos do Sistema Único de Saúde no Caderno Vida, do Diário do Nordeste

 

On absences and silences: an analysis of the senses of the Unified Health System in the Caderno Vida, Diário do Nordeste

 

Resumo

Este artigo tem como objetivo compreender os modos pelos quais o jornal Diário do Nordeste construiu sentidos sobre o Sistema Único de Saúde no seu suplemento semanal dedicado ao tema saúde, o Caderno Vida. Utilizamos como método uma análise qualitativa de seis textos jornalísticos que continham a presença do SUS, baseada no referencial teórico-metodológico da Semiologia dos Discursos Sociais. Entre os principais resultados, observou-se que o Diário do Nordeste constituiu modos de falar sobre o SUS a partir de estratégias discursivas de crítica, tecidas através da visibilidade conferida à ausência de tecnologias nos serviços de saúde e à precariedade no financiamento; e de silenciamentos sobre o SUS a partir de sua não nomeação na divulgação de serviços e políticas de saúde, especialmente quando positivos e valorizados na esfera pública.

Palavras-chaves: Mídia; Cotidiano; Jornalismo; Discursos; Sentidos

 

Abstract

This article aims to understand the ways in which the Diário do Nordeste newspaper has constructed senses about the Unified Health System in its weekly supplement dedicated to health, the “Caderno Vida”. We used as a method a qualitative analysis of six journalistic texts that contained the presence of SUS, based on the theoretical and methodological reference of the Semiology of Social Discourses. Among the main results, it was observed that the Diário do Nordeste constituted ways of talking about SUS based on discursive strategies of criticism, woven through the visibility given to the absence of technologies in health services and the precariousness of financing; and of silencing about the SUS from its non-appointment in the dissemination of health services and policies, especially when positive and valued in the public sphere.

Keywords: Media; Daily; Journalism; Discourses; Senses

 

 


Palavras-chave


Mídia; Cotidiano; Jornalismo; Discursos; Sentidos

Texto completo:

PDF

Referências


ABREU, A. A. DE. Jornalismo cidadão. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 31, p. 25–40, 2003.

ARAÚJO, I. S. DE. A reconversão do olhar. São Leopoldo: Unisinos, 2000.

ARAÚJO, I. S. DE. Mercado Simbólico: um modelo de comunicação para políticas públicas. Interface - Comunicação, Saúde, Educação, Botucatu, v. 8, n. 14, p. 165–178, 2004.

ARAÚJO, I. S. DE. Um olhar sobre as relações entre o SUS e a mídia. Seminário SUS 20 anos, Rio de Janeiro, p.62–69, Fiocruz, 2009.

ARAÚJO, I. S. DE; CARDOSO, J. M. Comunicação e Saúde. 2 ed. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2007.

BAKHTIN, M. Marxismo e filosofia da linguagem. 12 ed. São Paulo: Hucitec, 2006.

BOURDIEU, P. O Poder Simbólico. 16 ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2012.

FAUSTO, A. Comunicação & Mídia Impressa: estudo sobre a AIDS. São Paulo: Hacker Editores, 1999.

FAUSTO, A. O jornalismo e os limites da representação. In: A. P. Brandão; A. F. Neto; L. Magalhães; M. J. Pinto; M. Duarte (Eds.); Discursos: estudos da linguagem como prática social. p.11–30, 2005. Rio de Janeiro: Ilustração.

FAUSTO, A. Contratos de leitura: entre regulações e deslocamentos. Intercom, p. 1–21, 2007.

GRANDO, C. P. Os dispositivos que constituem o dispositivo. Observatório da Imprensa, 27. Apr. 2012. São Paulo. Disponível em: .

LERNER, K.; SACRAMENTO, I. Saúde e jornalismo: interfaces contemporâneas. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2014.

MENDONÇA, K. Assentamentos da memória: reconstruções de memória discursiva na revista Veja. Compós, 2004.

OLIVEIRA, V. D. C. Os sentidos da saúde nas mídias jornalísticas impressas. Reciis, Rio de Janeiro, v. 6, n. 4, 2013.

ORLANDI, E. P. A linguagem e seu funcionamento - as formas do discurso. 1 ed. São Paulo: Pontes, 1983.

ORLANDI, E. P. Análise de discurso. 3 ed. Campinas-SP: Pontes, 2001.

PINTO, M. J. Comunicação e Discurso. 2 ed. São Paulo: Hacker Editores, 2002.

SANTIAGO, A. M. V. Análise da imprensa escrita sobre o SUS no sistema municipal de saúde de Fortaleza entre 2005 e 2008, 2010. Faculdade de Medicina-UFC.

SILVERSTONE, R. Por que estudar a mídia? São Paulo: Loyola, 2002.

SOERENSEN, C. A profusão temática em Mikhail Bakhtin: dialogismo, polifonia e carnavalização. Travessias, v. 5, p. 1–10, 2005.

VAZ, P.; CARDOSO, J. M. A epidemia da dengue como questao politica: risco e sofrimento no Jornal Nacional em 2008. Compós, Porto Alegre, p.1–16, 2011.




DOI: https://doi.org/10.22409/ppgmc.v12i1.9867

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Programa de Pós-Graduação em Mídia e Cotidiano - PPGMC (UFF)

Endereço: Rua Tiradentes, nº 148 - Ingá - Niterói - Rio de Janeiro - CEP 24.210-510

Site: http://www.ppgmidiaecotidiano.uff.br

Telefone/Fax: (21) 2629-9684/ (21) 2629-9681