A GESTÃO DEMOCRÁTICA DAS ESCOLAS COMO REFERENCIAL POLÍTICO, EDUCATIVO E SIMBÓLICO: entrevista com o professor Licínio Lima

Daniela Patti do Amaral

Resumo


Entrevista com o professor Dr. Licínio C. Lima (Universidade do Minho, Portugal), realizada por e-mail, em dezembro de 2017.

A gestão democrática, presente nos documentos legais brasileiros que orientam as ações dos sistemas educacionais nos diferentes entes federados e nas escolas tem sido permanentemente objeto de debate, pesquisas, conflitos. A gestão democrática da escola não está dada, não se decreta nem se institui simplesmente por meio de uma legislação que a regulamente. A escola democrática exige estruturas democráticas e existe como processo, com avanços e recuos e demanda, sobretudo, práticas democráticas e participativas nos processos de tomada de decisões. No intuito de debater sobre os cenários que permeiam esse debate na escola pública brasileira contemporânea, convidamos o prof. Dr. Licínio Lima para dialogar e refletir sobre os desafios e tensões para a construção de uma agenda da gestão democrática das escolas públicas.

Texto completo:

PORTUGUÊS


DOI: https://doi.org/10.22409/mov.v5i8.444

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

 

MOVIMENTO - revista de educação - FEUFF-PPGEUFF - ISSN 2359-3296/ISSN-L: 1518-0344

 

Fontes de indexação:

                                                                       

 

                             

 

 

 

Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional

click counter
click counter
click counter