Formação e Educação Permanente em Saúde Mental: movimentos sensíveis

Flávia Helena Miranda de Araújo Freire, Ana Cristina dos Santos Vangrelino

Resumo


A proposta de dialogar com a formação e educação permanente em saúde mental parte da necessidade de reflexão entre o campo da educação e do trabalho em saúde. Consideramos que os processos de aprendizagem são intrínsecos às relações que acontecem no mundo do trabalho e reconhecemos que a formação em saúde mental pode fazer parte de qualquer ator imerso no mundo do trabalho em saúde, como atores políticos que contribuem com a formulação do desenho de uma política antimanicomial. Essa aposta nos leva a produzir movimentos de um agir sensível no campo da saúde mental. Diante dessa perspectiva, propomos nesse texto, compartilhar experiências de formação em saúde mental, a partir de vivências experimentadas com estudantes de graduação em psicologia, bem como a vivência de processos formativos com estudantes-residentes na rede de atenção psicossocial, trazendo para a cena, a experiência com os Centros de Convivência e Cooperação e a Residência Multiprofissional. Cartografar nossas experiências, afetações e possibilidades de invenção no mundo do trabalhado, na relação com a formação em saúde mental é um desejo de compartilhar e colocar-se em debate.


Palavras-chave


Educação Permanente; Formação; Saúde Mental; Trabalho em Saúde

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/ayvu.v1i2.22182

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

A Ayvu: Revista de Psicologia tem por objetivo favorecer a produção e a livre circulação de ideias que contribuam para a construção de uma Psicologia concernida com sua diversidade interna, suas múltiplas interfaces, o exame crítico de si e de seu tempo, assim como suas implicações teóricas e éticas. Para tanto, opera em regime de fluxo contínuo, publicando artigos originais e inéditos, traduções, entrevistas e resenhas.

Convidamos todas e todos que compartilham dos nossos objetivos a conhecer nossas publicações, e a contribuir com a produção de novos materiais.

Boas leituras!


Equipe editorial

Ana Cabral Rodrigues, Universidade Federal Fluminense (UFF)

Augusto Cesar Freire Coelho, Universidade Federal Fluminense (UFF)

Camilo Barbosa Venturi, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

Gustavo Cruz Ferraz, Universidade Federal Fluminense (UFF)

Thiago Constâncio Ribeiro Pereira, Universidade Federal Fluminense (UFF)