Infância e adolescência no Uruguai: uma aproximação a partir da perspectiva da governamentalidade

Diego González, Andrea Morteo

Resumo


O presente artigo é o resultado do diálogo entre dois projetos de pesquisa de mestrado em psicologia social. O objeto geral de tais projetos são os problemas da infância no Uruguai e seu tratamento a partir das políticas públicas. Neste sentido, o artigo analisa duas problemáticas particulares que dizem respeito à questão da infância, a saber, o governo da infância e da adolescência em situação de rua e a administração de psicofármacos em abrigos para adolescentes. A análise é realizada a partir de uma perspectiva genealógica e a partir da perspectiva dos estudos da governamentalidade, proposta originalmente por Michel Foucault. São rastreados aspectos gerais da história da administração da infância no Uruguai para compreender as formas atuais de governo, com o objetivo de desnaturalizar os modos dos dispositivos de atenção e identificar os discursos que sustentam as práticas de governo. Com o artigo, pretende-se evidenciar como tais dispositivos de atenção dispõem de uma série de estratégias, técnicas e saberes para identificar e produzir um sujeito governável.


Palavras-chave


Infância; Governamentalidade; Uruguai

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/ayvu.v2i2.22200

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

A Ayvu: Revista de Psicologia tem por objetivo favorecer a produção e a livre circulação de ideias que contribuam para a construção de uma Psicologia concernida com sua diversidade interna, suas múltiplas interfaces, o exame crítico de si e de seu tempo, assim como suas implicações teóricas e éticas. Para tanto, opera em regime de fluxo contínuo, publicando artigos originais e inéditos, traduções, entrevistas e resenhas.

Convidamos todas e todos que compartilham dos nossos objetivos a conhecer nossas publicações, e a contribuir com a produção de novos materiais.

Boas leituras!


Equipe editorial

Ana Cabral Rodrigues, Universidade Federal Fluminense (UFF)

Augusto Cesar Freire Coelho, Universidade Federal Fluminense (UFF)

Camilo Barbosa Venturi, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

Gustavo Cruz Ferraz, Universidade Federal Fluminense (UFF)

Thiago Constâncio Ribeiro Pereira, Universidade Federal Fluminense (UFF)