O processo de consolidação do CAPS no Brasil e as articulações com a Reforma Psiquiátrica

Autores

  • Laíra Assunção Braga
  • Renan da Cunha Soares Júnior

DOI:

https://doi.org/10.22409/ayvu.v6i0.28406

Palavras-chave:

Reforma Psiquiátrica, CAPS, Saúde Mental.

Resumo

Este artigo busca retomar aspectos da Reforma Psiquiátrica Brasileira que estabeleceram relações com a criação do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) como órgão de referência no modelo de atenção aberto em saúde mental. Trata-se de uma revisão bibliográfica de fontes governamentais e discussões teóricas sobre o tema proposto. Os resultados mostram que o CAPS só pode ser pensado a partir de uma longa luta no Brasil, que já tinha precedentes na Europa, e que não cessou a busca pelo rompimento com o modelo hospitalocêntrico. A busca pelos dados também mostrou a carência de discussões que tratem dos aspectos da formação de profissionais diante dos desafios propostos pelo modelo aberto em saúde mental.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2019-11-11

Edição

Seção

Artigos