O hábito na psicologia: estudo comparativo entre Behaviorismo e Gestaltismo

Pedro Henrique Muniz de Araújo, Thomaz Andrade Magdinier, Beatriz Sancovschi

Resumo


Este artigo tomou como ponto de partida a crítica traçada por Gilles Deleuze à psicologia no que tange ao estudo do hábito. Segundo o filósofo, a psicologia comete um equívoco ao restringir o hábito a apenas uma ação, estudando apenas o comportamento observável, deixando assim de enxergar questões importantes. Todavia, através de uma releitura do gestaltismo, argumentamos que a crítica deleuziana aproxima-se, sobretudo, da abordagem behaviorista e não da psicologia em geral. A fim de que se possa ampliar as discussões que orbitam o tema do hábito na psicologia, foi realizado um estudo teórico comparativo entre o behaviorismo e o gestaltismo sobre o hábito, tendo em vista a crítica de Deleuze. Como perspectiva metodológica foi utilizada a revisão bibliográfica. A conclusão é que a teoria gestaltista abre a possibilidade de compreender o processo de habituação a partir de uma concepção dinâmica, dando lugar à questão da experiência e da repetição.  


Palavras-chave


psicologia; hábito; gestaltismo; behaviorismo

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/ayvu.v6i0.28833

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 

A Ayvu: Revista de Psicologia tem por objetivo favorecer a produção e a livre circulação de ideias que contribuam para a construção de uma Psicologia concernida com sua diversidade interna, suas múltiplas interfaces, o exame crítico de si e de seu tempo, assim como suas implicações teóricas e éticas. Para tanto, opera em regime de fluxo contínuo, publicando artigos originais e inéditos, traduções, entrevistas e resenhas.

Convidamos todas e todos que compartilham dos nossos objetivos a conhecer nossas publicações, e a contribuir com a produção de novos materiais.

Boas leituras!


Equipe editorial

Ana Cabral Rodrigues, Universidade Federal Fluminense (UFF)

Augusto Cesar Freire Coelho, Universidade Federal Fluminense (UFF)

Camilo Barbosa Venturi, Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ)

Gustavo Cruz Ferraz, Universidade Federal Fluminense (UFF)

Thiago Constâncio Ribeiro Pereira, Universidade Federal Fluminense (UFF)