“Autonomia pedagógica possível”: uma pedagogia afetiva-cognitiva, inclusiva, autonomia em companhia

Lucia de Jesus Duarte

Resumo


Face aos emergentes paradigmas educacionais é imprescindível precisar a atividade profissional do professor, como complexa e de alto nível, observando-se hoje, uma renovação desses agentes escolares, que são os professores, eminentes protagonistas sociais, potenciais empreendedores sociais, imbricados em situações ainda, difíceis de interpretar, por vários fatores implicados, mas que, ora, aqui, decorremos sobre a autonomia pedagógica, sob os efeitos das tecnologias da informação e da comunicação.

A autonomia Pedagógica (didática) possível do professor docente refere-se, portanto, a um sujeito proativo, com capacidade, profissional de proceder critica e transformativamente aos arranjos necessários para a ação pedagógica bem-sucedida, oferecendo possibilidades de ação educativa aos professores e instituições escolares para esse milênio Aprender a aprendermos a ser professores, cidadão...

Para a realização deste empreendimento, o valor solicitado ao edital será de R$ 76.680,00, destinados à compra de alguns equipamentos e a realização de manutenção, capacitação de pessoal e aquisição de recursos multimídia; assim como despesas correntes, material de consumo e serviços de treinamento e manutenção dos equipamentos.

Este projeto de empreendimento tem um baixo custo se comparado aos grandes benefícios que ele trará para os educadores e educandos, como será visto e posto a conhecimento de todos leitores a partir dos próximos capítulos.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.32888/cge.v1i3.12640

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Indexadores

sumarios_1_696            


ISSN 2318-9231