Rasurando o retrato, reconfigurando os corpos

A rasura como gesto político-estético nas obras de Rosana Paulino e Elian Almeida

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22409/contracampo.v41i1.52838

Resumo

Este artigo aborda a memória visual brasileira a partir da obra dos artistas e pesquisadores Rosana Paulino e Elian Almeida. De forma mais específica, discuto as estratégias adotadas pelos artistas para revisitar a representação dos corpos negros em fabulações críticas que contribuem para reconfigurar os modos de ver a/na cultura brasileira. Sob um ponto de vista conceitual, o artigo discute questões como o papel do arquivo, colonialidade e cultura visual. A partir da noção de rasura no trabalho de Leda Martins, propõe a noção de rasura como um dispositivo teórico para o pensamento sobre a memória visual brasileira. Espera-se assim, contribuir com uma categoria conceitual que permita enxergar as frestas e rasuras da visualidade no Sul Global.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALMEIDA, Elian. “Artist Statement”. In MADEINBED. Disponível em <https://www.madeinbed.co.uk/emerging/elian-almeida>. Acesso em jan. 2022.

ANZALDÚA, Glória. “La conciencia de la mestiza / rumo a uma nova consciência”. In Revista Estudos Feministas. v.13 n.3 Florianópolis, 2005.

AGASSIZ, Louis. Viagem ao Brasil 1865-1866. Brasília: Senado Federal, 2000.

GONZALEZ, Lélia. “A categoria político-cultural de amefricanidade”. In: Tempo Brasileiro N. 92/93. Rio de Janeiro, 1988.

______. Racismo e sexismo na cultura brasileira. Revista Ciências sociais Hoje, ANPOCS, 1984.

GLISSANT, Édouard. "Creolization in the Making of the Americas". Caribbean Quarterly v.54 n.1/2, 2008, pp.81-89.

HOOKS, bell. The Oppositional Gaze: Black Female Spectators. In

Black Looks: Race and Representation. Boston: South End Press, 1992.

KAPLAN, E. Ann. Looking for the other: Feminism, film, and the imperial gaze. Psychology Press, 1997

KILOMBA, Grada. Memórias da plantação: episódios de racismo cotidiano. Editora Cobogó, 2020.

MARTINS, Leda. "A fina lâmina da palavra". In O Eixo e a Roda: revista de literatura brasileira v.15, 2007.

____. "Performances da oralitura: corpo, lugar da memória." In Letras n.26, 2003.

MBEMBE, Achille. "The Power of the Archive and its Limits". Refiguring the archive. Springer, Dordrecht, 2002.

MIRZOEFF, Nicholas. "O direito a olhar." In ETD-Educação Temática Digital v.18 n.4, 2016.

MUNANGA, Kabengele. Rediscutindo a mestiçagem no Brasil: Identidade nacional versus identidade negra. Petrópolis: Editora Vozes, 1999.

NAEF, Weston J. Pioneer photographers of Brazil: 1840-1920. Nova Iorque: The Center for Inter-American Relations, 1976. NASCIMENTO, Abdias. O Genocídio do Negro Brasileiro: Processo de um Racismo Mascarado. São Paulo: Perspectiva, 2017.

PAULINO, Rosana. Tese apresentada à Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo para obtenção do título de Doutora em Artes Visuais. São Paulo, USP: 2011.

PAULINO, Rosana; FELINTO, Renata. “Violenta Geografia”. In Revista Zum, n.19, 2021.

QUIJANO, Aníbal. Colonialidade do poder, Eurocentrismo e América Latina. Buenos Aires: CLACSO Consejo Latinoamericano de Ciencias Sociales, 2005.

ROLNIK, Suely. Esferas da insurreição: notas para uma vida não cafetinada. n-1 edições, 2019. SCHWARTZ, Lilia. As barbas do imperador. São Paulo: Companhia das Letras, 1998. SCHWARTZ, L. M.; STARLING, H. M. Brasil: uma biografia. São Paulo: Companhia das Letras, 2015.

SODRÉ, Muniz. Pensar nagô. Petrópolis: Editora Vozes Limitada, 2017. WALLIS, Bruce. “Black Bodies, White Science: The Slave Daguerreotypes of Louis Agassiz”. In The Journal of Blacks in Higher Education n. 12, 1996.

Downloads

Publicado

2022-05-01