Rosa Luxemburgo: reflexão sobre sua atualidade para a revolução.

Autores

  • Rodrigo Santaella Gonçalves Instituto Federal do Ceará

Palavras-chave:

Rosa Luxemburgo, Revolução, Atualidade

Resumo

Escrever um texto sobre alguém que, assassinada há exatos 100 anos, já foi objeto de tantas reflexões, é sempre um desafio. Esse artigo é fruto de algumas reflexões construídas para ministrar um minicurso sobre Rosa Luxemburgo em agosto de 2019, na Universidade Federal do Ceará. Sem a pretensão de originalidade nas reflexões, aceitei o desafio por acreditar na importância do registro escrito para marcar a realização desse evento no ano da centenária efeméride de seu assassinato. Nesse sentido, talvez o mais relevante dessa contribuição seja justamente trazer algumas dessas reflexões coletivas mais contemporâneas tendo o pensamento da revolucionária polonesa como pano de fundo. Isso tampouco é novidade, e se soma às iniciativas e reflexões de excelentes especialistas no pensamento de Rosa, mas de todo modo pode contribuir com as reflexões acerca do momento atual.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rodrigo Santaella Gonçalves, Instituto Federal do Ceará

Professor do Instituto Federal do Ceará e do Programa de Pós Graduação em Políticas Públicas da Universidade Estadual do Ceará. Doutor em Ciência Política pela USP.

Referências

ANTUNES, Ricardo. O privilégio da servidão: o novo proletariado de serviço na era digital. São Paulo: Boitempo, 2018;

BRAGA, Ruy. A rebeldia do precariado. São Paulo: Boitempo, 2017;

CASTELLS, Manuel. Ruptura: a crise da democracia liberal. Rio de Janeiro: Zahar, 2018;

LEVITSKY, Steven; ZIBLATT, Daniel. Como as democracias morrem. Rio de Janeiro: Zahar, 2018;

LOUREIRO, Isabel. Rosa Luxemburgo: textos escolhidos. São Paulo: Expressão Popular, 2009;

LUXEMBURGO, Rosa. Reforma Social ou Revolução? (1899). In: LOUREIRO, Isabel (org). Rosa Luxemburgo: textos escolhidos. São Paulo: Expressão Popular, 2009, pp.11-36;

____Questões de organização da social-democracia russa (1904). In: LOUREIRO, Isabel (org). Rosa Luxemburgo: textos escolhidos. São Paulo: Expressão Popular, 2009, pp.37-46;

____Greve de massas, partido e sindicatos (1906). In: LOUREIRO, Isabel (org). Rosa Luxemburgo: textos escolhidos. São Paulo: Expressão Popular, 2009, pp.47-66;

____A acumulação do capital (1913). In: LOUREIRO, Isabel (org). Rosa Luxemburgo: textos escolhidos. São Paulo: Expressão Popular, 2009, pp.67-76;

____A crise da social-democracia (brochura de Junius) (1916). In: LOUREIRO, Isabel (org). Rosa Luxemburgo: textos escolhidos. São Paulo: Expressão Popular, 2009, pp.77-100;

____A Revolução Russa (1918). In: LOUREIRO, Isabel (org). Rosa Luxemburgo: textos escolhidos. São Paulo: Expressão Popular, 2009, pp.101-118;

____O que quer a Liga Spartakus? (1918). In: LOUREIRO, Isabel (org). Rosa Luxemburgo: textos escolhidos. São Paulo: Expressão Popular, 2009, pp.119-130;

____Nosso programa e a situação política (31 de dezembro de 1918). In: LOUREIRO, Isabel (org). Rosa Luxemburgo: textos escolhidos. São Paulo: Expressão Popular, 2009, pp.131-152;

LOWY, Michael. Rosa Luxemburgo e Marielle Franco foram assassinadas porque incomodavam. In: Blog da Boitempo, 15/01/2019. Disponível em https://blogdaboitempo.com.br/2019/01/15/michael-lowy-rosa-luxemburgo-e-marielle-franco-foram-assassinadas-porque-incomodavam/

MANSILLA, Roberto. Um marxismo esquecido, Rosa Luxemburgo cem anos depois: por que devemos voltar ao seu pensamento? In: Esquerda online, 15/01/2019. Disponível em https://esquerdaonline.com.br/2019/01/15/um-marxismo-esquecido-rosa-luxemburgo-cem-anos-depois-por-que-devemos-voltar-ao-seu-pensamento/

TRAVERSO, Enzo. The New Faces of Fascism. Populism and the far right. New York/London: Verso, 2018;

WEFFORT, Francisco. Os Clássicos da Política, Vol. 1. Rio de Janeiro: Ática, 2011.

Publicado

2020-10-01