POSITIVISMO NO SÉCULO XIX

Claudia Alves

Resumo


No dia 19 de janeiro de 1798, na cidade francesa de Montpellier, nascia Isidore-Auguste-Marie-François-Xavier Comte (1798-1857). Naquele momento, o processo revolucionário iniciado em 1789 caminhava para um desfecho que levaria Napoleão Bonaparte ao trono francês, sagrado imperador em 1804. O futuro fundador do positivismo chegava a este mundo sob o signo de mudanças profundas empreendidas por eventos que revolucionavam tanto os processos econômicos quanto a organização política, e que repercutiriam mundialmente no século XIX, partindo do continente europeu.


Palavras-chave


Educação; Filosofia; História; Ciências Sociais; Educação Popular

Texto completo:

PDF

Referências


ALONSO, Ângela. Ideias em movimento: a geração 1870 na crise do Brasil-Império.

São Paulo: Paz e Terra, 2002.

ALVES, Claudia M. C. Cultura e política no século XIX: o exército como campo de constituição de sujeitos políticos no Império. Bragança Paulista: EDUSF, 2002.

BARROS, Roque Spencer Maciel de. A ilustração brasileira e a ideia de universidade. São Paulo: Convívio; Editora da USP, 1986.

CHAUI, Marilena. Convite à filosofia. São Paulo: Ática, 1994.

FOUCAULT, Michel. As palavras e as coisas. (Completar)

GONÇALVES, José Ricardo Barbosa. A utopia da ordem social: o positivismo na crise da ordem imperial brasileira (1862-1898). São Paulo: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo, 1989. (Tese de Doutorado)

JAPIASSU, Hilton. Nascimento e morte das ciências humanas. 2. ed., Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1982.

LINS, Ivan. História do positivismo no Brasil. São Paulo: Nacional, 1964.

LOWY, Michael. Método dialético e teoria política. 2. ed., Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1978.

MELLO, Maria Tereza Chaves de. A República consentida: cultural democrática e científica no final do Império. Rio de Janeiro: Editora da FGV; Editora da UFRJ, 2007.

MENDES, R. Teixeira. Benjamin Constant: esboço de uma apreciação sintética da vida e da óbra do fundador da República brazileira. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1937.

RÖD, Wolfgang. O caminho da filosofia: dos primórdios até o século XX; v. 2: do século XVII ao século XX. Brasília: Editora da UnB, 2008.

SÁ, Dominichi Miranda de. A ciência como profissão: médicos, bacharéis e cientistas no Rio de Janeiro (1895-1935). Rio de Janeiro: Editora da Fiocruz, 2006.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Encontros com a Filosofia - ISSN 2317-6628



APOIO

        

   

Fontes de indexação: