GEO-GRAFIAS DOS GRANDES PROJETOS DE DES-ENVOLVIMENTO: TERRITORIALIZAÇÃO DE EXCEÇÃO E GOVERNO BIO/NECROPOLITICO DO TERRITÓRIO

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22409/GEOgraphia2019.v21i46.a30317

Palavras-chave:

Grandes projetos, Governo bio/necropolítico do território, Territorialização de exceção

Resumo

Resumo: Os grandes projetos de des-envolvimento são dispositivos territoriais capazes de suspender, em termos políticos, jurídicos e normativos, toda a complexidade e diversidade territorial dos espaços nos quais se instalam. Este artigo problematiza as práticas de governo bio/necropolítico do território, ou ainda, essa geografia de exceção produzida pelos grandes projetos, analisando-os, primeiro, como uma racionalidade econômica que atravessa, mesmo diante das mais abissais diferenças ideológicas, os vários espectros da política; segundo, como um dispositivo de acumulação por espoliação, expressando, em intensidade, concentração e centralização de capital, os modos mais violentos de expansão de relações capitalistas; e, terceiro, como processos de territorialização de exceção que carregam recortes raciais e étnicos, o que torna outras territorialidades distintas expressões de vida politicamente matáveis e territorialmente invisíveis, solapando as condições de realização de outras geografias de povos, grupos e comunidades.

Palavras-chave: Grandes projetos.  Governo bio/necropolítico do território; Acumulação por espoliação. Territorialização de exceção.

 

GEO-GRAPHIES OF BIG NON-INVOLVEMENT PROJECTS: TERRITORIALIZATION OF EXCEPTION AND BIO/NECROPOLITIC GOVERNMENT OF THE TERRITORY

Abstract: Large development projects are territorial devices capable of suspending, politically, legally and normatively, all the complexity and territorial diversity of the spaces in which they are installed. This article discusses the bio/necropolitical governance practices of the territory, or yet, this geography of exception produced by the large projects, analyzing them, first, as an economic rationality that crosses, even in the face of the most abysmal ideological differences, the various political spectra; second, as a device of accumulation by dispossession, expressing, in intensity, concentration and centralization of capital, the most violent modes of expansion of capitalist relations; and third, as processes of territorialization of exception that carry racial and ethnic dimensions, which makes other territorialities distinct expressions of life politically killable and territorially invisible, undermining the conditions for the realization of other geographies of peoples, groups and communities.

Keywords: Great Projects; Bio/necropolitical government of the territory; Accumulation by dispossession; Territorialization of exception.

 

GEO-GRAFÍAS DE LOS GRANDES PROYECTOS DE DES-ARROLLO: TERRITORIALIZACIÓN DE EXCEPCIÓN Y GOBIERNO BIO/NECROPOLÍTICO DEL TERRITORIO

Rsumen: Los grandes proyectos de des-arrollo son dispositivos territoriales capaces de suspender política, jurídica y normativamente, toda la complejidad y diversidad territorial de los espacios donde se sitúan. El presente artículo intenta problematizar las prácticas de gobierno bio/necropolítico del territorio, o incluso, esa geografía de excepción producida por tales proyectos, analizándolos, en primer lugar, como una racionalidad económica que circunda, incluso frente a las más abismales diferencias ideológicas, varios espectros de la política; segundo, como un dispositivo de acumulación por expoliación, expresando, en intensidad, concentración y centralización de capital, las más violentas formas de expansión de relaciones capitalistas; y, tercero, como procesos de territorialización de excepción que son determinados por cuestiones étnicas y raciales, lo que convierte a las territorialidades distintas y alternativas en expresiones de vida políticamente matables y territorialmente invisibles, suprimiendo las condiciones de realización de otras geografías de pueblos, grupos y comunidades. 

Palabras clave: Grandes proyectos. Gobierno bio/necropolítico del territorio. Acumulación por expoliación. Territorialización de excepción. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bruno Cezar Malheiro, Universidade Federal Fluminense

Geógrafo, Mestre e Doutor em Geografia pela UFF. Professor do Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal Fluminense e Coordenador do Núcleo de Estudos sobre Território, Ações coletivas e Justiça NETAJ-UFF

Valter do Carmo Cruz, Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará

Geógrafo, Mestre em Planejamento do Desenvolvimento pelo NAEA/UFPA e Doutor pelo Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Federal Fluminense. Professor do curso de Licenciatura Plena em Educação do Campo da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará

Downloads

Publicado

2019-10-21

Edição

Seção

Artigos