O que fazer com grupos de fatores não selecionados? O caso da concordância nominal no Paraná

Odete Pereira da Silva Menon, Edson Domingos Fagundes, Loremi Loregian-Penkal

Resumo


O objetivo deste trabalho é repensar a questão da seleção de grupos de fatores (GFs) pelo pacote Varbrul, a partir de uma divergência ocorrida quando das rodadas com duas cidades do Paraná, Irati e Pato Branco, na análise da concordância nominal. Um dos GFs estruturais, tipos de formação do plural, foi selecionado quando se rodou Irati, mas não em Pato Branco, apesar de a amostra ter sido feita com uma única metodologia, a do Projeto Varsul, e com exatamente os mesmos GFs, tanto os linguísticos, quanto os sociais. Por isso se questiona até que ponto se deve considerar, na análise, somente a seleção dos GFs pelo Varbrul, quando o objetivo de uma amostra, como é o caso, é perscrutar se e até que ponto a ocupação étnica diferenciada (sobretudo na região Sul) poderia interferir em fenômenos da língua portuguesa no Brasil.


Palavras-chave


Sociolinguística quantitativa. Seleção de grupos de fatores. Concordância nominal em Irati e Pato Branco. VARSUL-PR

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/gragoata.v15i29.33079

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 


A Gragoatá é uma revista dos Programas de Pós-graduação em Letras da UFF:

Ir para Pós Estudos de Linguagem Ir para Pós Estudos de Literatura


ISSN (impresso) 1413-9073 - de 1996 a 2013
ISSN (online) 2358-4114 - de 2014 em diante


A Gragoatá está indexada nas seguintes bases:

Portal de Periódicos da UFF

Latindex Porbase Google Acadêmico Diadorim Periódicos Capes EZB DOAJ Sumários.Org ErihPlus


Licença Creative Commons
A Gragoatá utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.