Formas de identificação/qualificação e de ação na construção do humor

Rafael Guimarães Nogueira, Margareth Andrade Morais, Luana Maria Siqueira Machado

Resumo


Objetiva-se descrever, em manchetes do jornal popular Meia Hora, efeitos de sentido gerados pela conexão entre formas referenciais e verbais. De um lado, os estudos da Linguística de Texto concebem a referenciação como o processo de interpretação e de (re)categorização da realidade. De outro lado, pesquisas em Linguística Funcional demonstram que, ao contrário dos verbos plenos – como “balear” –, há aqueles que se fundem a uma base nominal, formando verbos suporte – como “meter muito tiro” – ou expressões idiomáticas – como “largar o dedo”. Embora tais postulações teóricas tenham representado avanços na descrição dos fenômenos linguístico-textuais, pouco se tem discutido sobre a relação entre formas de identificação, de qualificação e de ação. Nesse sentido, sob a teoria da Análise Semiolinguística do Discurso, este trabalho demonstrará como, em manchetes populares, expressões referenciais e perífrases verbo-nominais operam, conjuntamente, na construção de jogos de palavras e na caracterização dos objetos de discurso, consistindo em procedimentos linguísticos que podem suscitar o humor.

 


Palavras-chave


referenciação, perífrases verbo-nominais, humor, Semiolinguística.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/gragoata.v24i50.34173

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 


A Gragoatá é uma revista dos Programas de Pós-graduação em Letras da UFF:

Ir para Pós Estudos de Linguagem Ir para Pós Estudos de Literatura


ISSN (impresso) 1413-9073 - de 1996 a 2013
ISSN (online) 2358-4114 - de 2014 em diante


A Gragoatá está indexada nas seguintes bases:

Portal de Periódicos da UFF

Latindex Porbase Google Acadêmico Diadorim Periódicos Capes EZB DOAJ Sumários.Org ErihPlus


Licença Creative Commons
A Gragoatá utiliza uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.