A abstração da inequivalência: subalternidade e escravidão

Autores

  • Mariana Ruggieri Universidade Estadual de Campinas, Instituto de Estudos da Linguagem, Departamento de Teoria Literária, Campinas, SP, Brasil https://orcid.org/0000-0001-7867-6404

Palavras-chave:

Gayatri C. Spivak, Sylvia Wynter, Teoria Pós-Colonial, Escravizado , Subalterno

Resumo

O texto busca explorar modos de leitura de Marx que tenham como centro a colonização, sobretudo a partir da figura do/a subalterno/a e do/a escravizado/a. Para tanto, coloco em diálogo textos de Gayatri C. Spivak, Dipesh Chakrabarty, Sylvia Wynter, Frank B. Wilderson III, Fred Moten e Sara-Maria Sorentino. O intuito não é chegar a qualquer tipo de síntese, mas investigar os tensionamentos que essas duas figuras causam à teoria e à metodologia do filósofo alemão. Assim, alguns conceitos importantes para a teoria marxiana serão mobilizados, tais como a forma-valor e o trabalho abstrato.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-09-06

Como Citar

Ruggieri, M. (2022). A abstração da inequivalência: subalternidade e escravidão. Gragoatá, 27(59), e53451. Recuperado de https://periodicos.uff.br/gragoata/article/view/53451