Narrar, viver: a legitimação do testemunho nas narrativas jornalística e literária

Autores

  • Marcelo Ferraz de Paula UFG
  • José Eduardo Umbelino Mendonça

DOI:

https://doi.org/10.22409/rmc.v14i2.40667

Resumo

Este ensaio propõe uma reflexão sobre narrativa jornalística e testemunho a partir de seus processos de legitimação social. Para isso, retomamos algumas inferências sobre as aporias entre narrar e viver, baseadas, principalmente, nas ideias de Todorov (1969) e nas obras testemunhais de Levi (2004). Entendemos que quando parte da literatura recente propõe se afastar de sua posição legitimada de “inventora de histórias” para se tornar testemunha de “fatos reais”, ela constrói paralelos com a trajetória do jornalismo. Partindo do ponto oposto, o jornalismo atual parece flertar de modo cada vez mais engenhoso com os mecanismos, dispositivos e técnicas literárias dos inventores de histórias.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALSINA, Miquel Rodrigo. A Construção da Notícia. Tradução de Jacob A. Pierce. Petrópolis, RJ: Vozes, 2009.

ANÔNIMO. Livro das mil e uma noites. v. l. I: Ramo sírio – introdução, notas, apêndice e tradução do árabe: Mamede Mustafá Jarouche. 3. ed. São Paulo: Globo, 2006.

ANÔNIMO. Popol Vuh. Gordon Brotherston, Sérgio Medeiros (Org.). São Paulo: Iluminuras, 2007.

BENJAMIN, Walter. O Narrador, Observações sobre a obra de Nikolai Leskow. 2. ed. Os Pensadores. São Paulo: Abril Cultural, 1983.

BOSI, Alfredo. As fronteiras da literatura. In: BOSI, Alfredo. Entre a literatura e a história. São Paulo: Editora 32, 2013.

CULLER, Jonathan. Teoria Literária: uma introdução. Tradução de Sandra Guardini Vasconcelos. São Paulo: Beca Produções Culturais, 1999.

EAGLETON, Terry. Teoria da Literatura: Uma Introdução. Tradução de Waltensir Dutra. São Paulo: Martins Fontes, 1997.

LATOUR, Bruno. Jamais fomos modernos: ensaios de antropologia simétrica. Tradução de Moysés Baumstein. São Paulo: Editora 34, 2013.

LEVI, Primo. Os afogados e os sobreviventes. Tradução de Luiz Sérgio Henriques. São Paulo: Paz e Terra, 2004.

LÖNNROT, Elias. Kalevala: Poema Primeiro. Tradução de José Bizerril e Álvaro Faleiros. São Paulo: Ateliê Editorial, 2009.

MAINGUENEAU, Dominique. Análise de textos de comunicação. 6. ed. ampl. Tradução de Maria Cecília P. de Souza-e-Silva, Décio Rocha. São Paulo: Cortez, 2013.

SODRÉ, Muniz. A narração do fato: notas para uma teoria do acontecimento. Petrópolis, RJ: Vozes, 2009.

TODOROV, Tzvetan. As estruturas narrativas. Tradução de Carlos Irineu da Costa. São Paulo: Editora Perspectiva, 1969.

TRAQUINA, Nelson. Teorias do Jornalismo: porque as notícias são como são. 2 ed. Florianópolis: Insular, 2005.

WOLF, Mauro. Teoria da Comunicação de Massa. 7. ed. Barcarena; Portugal: Editorial Presença, 2002.

Downloads

Publicado

2020-05-28