Por carreteras secundárias: reflexões sobre o reporterismo a partir da narrativa de Bru Rovira sobre a cotidianidade dos anônimos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22409/rmc.v14i2.40828

Palavras-chave:

Jornalismo Literário, Reportagem, Cotidiano, Bru Rovira.

Resumo

Este artigo investiga a reportagem enquanto método jornalístico por excelência, para além de gênero possível ao exercício profissional. Discute, neste sentido, os três procedimentos característicos à dinâmica do reporterismo – observação atenta, entrevista dialogal e experiência-vivência (VARGAS, 2017), desde um prisma de intersubjetividade, tomando a narrativa de Bru Rovira como caso exemplar para a reflexão. A partir de uma análise interpretativa de sua obra Solo pido un poco de belleza (2016), que recompila registros sobre o cotidiano de personagens anônimos de Barcelona, evidencia em sua predileção noticiosa por temas secundários à cobertura hegemônica um terreno fértil para tessituras autorais, que colocam em relevo a trama comum e coletiva, em suas histórias de vida singulares.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Mauro de Souza Ventura, Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (UNESP)

Professor do programa de pós-graduação em Comunicação da UNESP. Doutor em Teoria Literária pela Unicamp.

Tayane Aidar Abib, Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" (UNESP)

Doutoranda do programa de pós-graduação em Comunicação da UNESP. Jornalista pela mesma universidade. Bolsista de mestrado da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP)

Referências

ARMADA, Alfonso. Por carreteras secundárias. Barcelona: Malpaso ediciones, 2018.

BUBER, Martin. Eu e tu. 2ª edição revista. São Paulo: Cortez & Moraes, 1979.

COIMBRA, Oswaldo. O texto da reportagem impressa. Um curso sobre a sua estrutura. São Paulo: Ática, 1993.

DOS SANTOS, Joaquim Ferreira. Abaixo o jornalismo bege. In: WOLFE, Tom. Radical Chique e o Novo Jornalismo. São Paulo: Companhia das Letras, 2005.

ESQUIROL, Josep María. El respeto o la mirada atenta. Barcelona: Gedisa Editorial, 2006.

ESQUIROL, Josep María. Uno mismo y los otros: de las experiencias existenciales a la interculturalidad. Barcelona: Herder Editorial,2005.

GADAMER, Hans-Georg. Verdade e Método II: complementos e índice. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002.

GEERTZ, Clifford. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro: LTC, 2008.

KAPUSCINSKI, Ryszard. Los cínicos no sirven para este oficio: sobre el buen periodismo. Barcelona: editorial Anagrama,2002.

KAPUSCINSKI, Ryszard. Los cinco sentidos del periodista. México: Fundación Nuevo Periodismo Iberoamericano, Fundación Proa, FCE, 2003.

LAGE, Nilson. A reportagem: teoria e técnica de entrevista e pesquisa jornalística. 6.

ed. Record, Rio de Janeiro, 2005.

LIMA, Edvaldo Pereira. Páginas ampliadas. O livro-reportagem como extensão do jornalismo e da literatura. 4ª ed. Baureri: Manole, 2009.

LISPECTOR, Clarice. A repartição dos pães. In: LISPECTOR, Clarice. Felicidade Clandestina. Rio de Janeiro: Rocco, 1998.

MAFFESOLI, Michel. A conquista do presente. Rio de Janeiro: Rocco, 1984.

MARTINEZ, Monica. O novo capítulo 5: jornalismo com alma. Líbero, São Paulo, ano 11, n.22, p.151-152, dez. 2008.

MEDINA, Cremilda. A arte de tecer o presente: narrativa e cotidiano. São Paulo: Summus, 2003.

MEDINA, Cremilda. O signo da relação: comunicação e pedagogia dos afetos. São Paulo: Paulus, 2006.

MEDINA, Cremilda. Entrevista: o diálogo possível. São Paulo: Ática, 2008.

MEDINA, Cremilda. Ato presencial: mistério e transformação. São Paulo: Casa da Serra, 2016.

PEREC, Georges. Aproximações do quê?. Alea, Rio de Janeiro, v. 12, n. 1, p. 178-180, janeiro-junho 2010.

PEREC, Georges. Especies de espacios. Barcelona: Montesinos, 2004.

RIBEIRO, José Hamilton. In: DANTAS, Audálio (Orgs). Repórteres. São Paulo: Senac, 1998.

RIUS, Josep Carles. Periodismo en reconstrucción. Barcelona: Universitat de Barcelona, 2016.

ROVIRA, Bru. Solo pido un poco de belleza. Barcelona: Ediciones B, 2016.

SCHUTZ, Alfred. Fenomenologia e Relações sociais. Rio de Janeiro: Zahar Editores,

SODRÉ, Muniz; FERRARI, Maria Helena. Técnica de reportagem. Notas sobre a narrativa jornalística. 4ª ed. São Paulo: Summus, 1986.

SUZUKI JR., Matinas. Jornalismo com H. In: HERSEY, John. Hiroshima. São Paulo: Companhia das Letras, 2002, p. 107-115.

TRAQUINA, Nelson. Teorias do jornalismo: a tribo jornalística – uma comunidade interpretativa transnacional. Vol. 2. Florianópolis: Insular, 2005.

TUCHMAN, Gaye. A objectividade como ritual estratégico: uma análise das noções de objetividade dos jornalistas. In: TRAQUINA, Nelson (org.). Jornalismo: questões, teorias e ‘estórias’. Lisboa: Vega, 1993.

VARGAS, Raúl Hernando Osorio. El reportaje como metodología del periodismo: una polifonía de saberes. Medellín: Editorial Universidad de Antioquia, 2017.

VASCONCELOS, Frederico. Anatomia da reportagem: como investigar empresas, governos e tribunais. São Paulo: Publifolha, 2008.

WOLFE, Tom. Radical Chique e o Novo Jornalismo. São Paulo: Companhia das Letras, 2005.

Downloads

Publicado

2020-05-28