Grande Sertão: veredas e “Sertão Grande”: escrita e (re)significação na interface entre literatura e jornalismo

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22409/rmc.v14i2.42171

Palavras-chave:

Design Editorial, Grande Sertão, veredas, Jornalismo Impresso, Litetaratura.

Resumo

O artigo é sobre o sertão que surge na zona de contato entre a obra Grande Sertão: veredas, de João Guimarães Rosa, e a série de reportagens “Sertão Grande”, publicada pelo jornal “Estado de Minas”. O romance de Guimarães Rosa é o pano de fundo para o paralelo econômico estabelecido nas matérias entre o sertão do século XX e o do século XXI. A presença do texto literário na tessitura dos textos jornalísticos, junto ao design editorial, constroem o sertão no limiar entre fato e ficção, através do relato do viajante – seja ele o escritor, seja ele o repórter – e do discurso gráfico da página impressa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Daniela Martins Barbosa Couto, Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG)

Docente nos cursos de Jornalismo e Publicidade e Propaganda, na UEMG - unidade Divinópolis. Subcoordenadora do curso de Jornalismo, coordenadora de Estágio Obrigatório e coordenadora da Multimídia - Agência/Laboratório de Jornalismo. Mestre em Letras, pela UFSJ (2015), e doutoranda em Design, pela Escola de Design da UEMG (2017-atual). Possui gradução ambas pela UEMG - Divinópolis, em Jornalismo (2004) e Publicidade e Propaganda (2009), e, em Lingua Portuguesa  pela Unifran (2019)

Rita Aparecida da Conceição Ribeiro, Escola de Design da Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG)

Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Design da Escola de Design da UEMG. Líder do grupo de pesquisa do CNPq Design e Representações Sociais e pesquisadora do Centro de Estudos em Design da Imagem e integrante do Grupo de Pesquisa Presente Y Futuro Del Diseño, da Universidad de Palermo, Argentina. Graduada em Comunicação Social pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (1984) e Mestre em Comunicação Social pela Universidade Federal de Minas Gerais (2000). É doutora em Geografia (2008) pela UFMG.

Referências

BOLLE, Willi. grandesertão.br: o romance de formação do Brasil. São Paulo: Duas Cidades; Ed. 34, 2004.

CALDWELL, Cath; ZAPATERRA, Yolanda. Design editorial: jornais e revistas / mídia impressa. 1ªed. São Paulo: Gustavo Gili, 2014.

COSTA, Ana Luiza Martins. Via e viagens: a elaboração de Corpo de Baile e Grande Sertão: veredas. In: Cadernos de Literatura Brasileira. Edição Especial comemorativa dos 10 anos dos Cadernos de Literatura Brasileira, nº 20 e 21, p. 187-221. São Paulo: Instituto Moreira Salles, dezembro de 2006.

FOCAULT, Michel. A ordem do discurso: aula inaugural no Collège de France, pronunciada em 2 de dezembro de 1970. Trad. Laura Fraga de Almeida Sampaio. 5ª ed. São Paulo: Edições Loyola, 1999.

FOUCAULT, Michel. Capítulos selecionados (As unidades do discurso; As formações discursivas; A formação dos objetos; A formação das modalidades enunciativas; A formação dos conceitos; A formação das estratégias). In: A arqueologia do saber. Trad. Luiz Felipe Baeta Neves. 5ª ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1997. p.23-85.

LE GOFF, Jacques. História e memória. Trad. Bernardo Leitão... [et.al]. 5ª ed. Campinas, SP: Editora da Unicamp, 2003.

LOBATO, Paulo Henrique. Pobreza parece mais perene que os rios: desenvolvimento que transforma o sertão da obra-prima de Rosa ainda é privilégio de poucos. Jornal Estado de Minas, Série Especial Sertão Grande, Caderno Economia, 31 de março de 2012, p. 14.

LOBATO, Paulo Henrique. Série de reportagens “Sertão Grande”. Entrevista concedida a Daniela Martins Barbosa Couto [não publicada]. Belo Horizonte, 38 min., mp3, 16 de dezembro de 2014.

LOBATO, Paulo Henrique; RIBEIRO, Luiz. Veredas do novo sertão: riqueza, emprego e tecnologia pintam cores diferentes no cenário de Guimarães Rosa. Jornal Estado de Minas, Série Especial Sertão Grande, Caderno Economia, 25 de março de 2012, p. 16.

PRATT, Mary Louise. Os olhos do império: relatos de viagem e transculturação. Trad. Jézio Hernani Bonfim Gutierre. Baurur, SP: EDUSC, 1999.

ROSA, João Guimarães. Grande Sertão: veredas. 1ª ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2006.

ROSA, João Guimarães. Grande Sertão: veredas. 22ª ed. Rio de Janeiro: Companhia das Letras, 2019.

SODRÉ, Muniz & FERRARI, Maria Helena. Técnicas de reportagens: notas de narrativas jornalísticas. São Paulo: Summus, 1986.

TRAQUINA, Nelson. Teorias do jornalismo: porque as notícias são como são. vol. 1. 2ª ed. Florianópolis: Insular, 2005.

Downloads

Publicado

2020-05-28