Conspiracionismo e negacionismo político-midiático: complementaridades discursivas entre Bolsonaro e Sikêra Júnior sobre a pandemia de Covid-19

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22409/rmc.v15i3.50961

Palavras-chave:

Conspiracionismo, Negacionismo, Covid-19, TV, Desinformação

Resumo

O estudo investiga articulações político-midiáticas em favor de uma narrativa comum sobre a pandemia de Covid-19 baseada em teorias conspiratórias e negacionistas e pautada em discursos populistas e de ódio. A análise tem como foco vídeos sobre a pandemia do apresentador do programa policialesco Alerta Nacional, Sikêra Júnior. Os resultados apontam para uma lógica de complementaridade entre o comunicador e o discurso do presidente Jair Bolsonaro, em uma estratégia comunicativa que integra mídia hegemônica e redes sociais como forma de potencializar a disseminação de desinformações, além de trazer indícios de relações que preservam as raízes clientelistas do sistema de comunicação brasileiro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Malerba, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Doutor em Comunicação e Cultura pelo PPGCom/UFRJ, professor substituto da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) e pesquisador do Laboratório de Estudos em Comunicação Comunitária (LECC/UFRJ).

Rosangela Fernandes, Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Doutoranda em Comunicação e Cultura pela UFRJ e pesquisadora do grupo de pesquisas em Políticas e Economia Política da Informação e Comunicação (PEIC/UFRJ).

Referências

AIRES, J.; SANTOS, S. Sempre foi pela família: mídias e políticas no Brasil. Rio de Janeiro. Ed. Mauad, 2017.

_____ et al. Quando religião, política e mídia se confundem: as estratégias políticas e midiáticas do PRB, da Record e da Igreja Universal do Reino de Deus. In Revista Eptic. Vol. 19, nº 2, mai-ago 2017.

______. A Radiodifusão na Ascensão da Extrema Direita no Brasil. 2020. Slides. Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=GYG1vyXL9RA Acesso em 12 out. 2020.

Artigo I. ALMEIDA, R., Bolsonaro presidente: conservadorismo, evangelismo e a crise brasileira. Revista Novos estudos CEBRAP 38 (1) • Jan-Apr 2019. Disponível em: https://www.scielo.br/j/nec/a/rTCrZ3gHfM5FjHmzd48MLYN/?lang=pt Acesso em 10 jul. 2021.

Artigo II.

CAETANO, F. R. Espetacularização do processo penal e as consequências do populismo penal midiático. Faculdade de Direito, PUC-RS. Porto Alegre, 2016.

CESARNO, L.. Como vencer uma eleição sem sair de casa: a ascensão do populismo digital no Brasil. Revista InternetLab https://revista.internetlab.org.br/serifcomo-vencer-uma-eleicao-sem-sair-de-casa-serif-a-ascensao-do-populismo-digital-no-brasil/

FERNANDES, M.. O maior ataque da história contra Rodrigo Maia. Disponível em: https://www.revistavoto.com.br/o-maior-ataque-da-historia-contra-rodrigo-maia/ Acesso em 02 out. 2020.

GOMES, L. F.; ALMEIDA, D. S. Populismo Penal Midiático: caso mensalão, mídia disruptiva e direito penal crítico. São Paulo: Saraiva, 2013

GUTERRES, A. As chamas do discurso de ódio. Folha de S. Paulo, 30/06/2019.

MELLO, P. C. A máquina do ódio. São Paulo. Companhia das Letras. 2020.

MIGUEL, L. F. et al. Organização Esther Solano Gallego. O ódio como política: a reinvenção da direita no Brasil. São Paulo. Boitempo, 2018.

MORAES, L. E. S.. O Negacionismo e o problema da legitimidade da escrita sobre o Passado. Anais da ANPUH, SP, 2008. Disponível em: http://www.snh2011.anpuh.org/resources/anais/14/1312810501_ARQUIVO_ANPUH-2011-ARTIGO-Luis_Edmundo-Moraes.pdf Acesso em 02 jul. 2021.

Artigo III. MOREL, A. P. M.. Negacionismo da Covid-19 e educação popular em saúde: para além da necropolítica. Trab. educ. saúde 19 • 2021. Disponível em: https://www.scielo.br/j/tes/a/pnVbDRJBcdHy5K6NSc4X65f/?lang=pt Acesso em 02 jun. 2021.

MUDDE, C.; KALTWASSER, C. R. POPULISM. A Very Short Introduction. Oxford University Press. 2012.

MUIRHEAD R; ROSENBLUM N.L. A Lot of People Are Saying: The New Conspiracism and the Assault on Democracy. Princeton UP. 2019.

NUSSBAUM, M. Hiding from humanity. Disgust, shame and the law. Princeton New Jersey. Princeton University Press. 2004.

ROSENFELD, S.. Democracy and Truth A Short History. University of Pennsylvania Press. 2012.

SANTOS, S.. E-Sucupira: o Coronelismo Eletrônico como herança do Coronelismo nas comunicações brasileiras. in Revista da Compós; dezembro/2006; pp. 2-27.

Downloads

Publicado

2021-09-30

Como Citar

Malerba, J., & Fernandes, R. (2021). Conspiracionismo e negacionismo político-midiático: complementaridades discursivas entre Bolsonaro e Sikêra Júnior sobre a pandemia de Covid-19. Revista Mídia E Cotidiano, 15(3), 51-72. https://doi.org/10.22409/rmc.v15i3.50961