Reflexões sobre Jornalismo literário e cotidiano

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22409/rmc.v16i1.51633

Palavras-chave:

Jornalismo Literário, História do Jornalismo Literário, mídia e cotidiano, Pesquisa em Jornalismo

Resumo

Este estudo teórico aponta a relação entre o campo dos Estudos de Jornalismo Literário e a cobertura jornalística sobre os acontecimentos diários. De natureza comum, ordinária, eles tendem a ser vistos como eventos banais, que não são percebidos pelas instituições jornalísticas como tendo potencial noticioso. Como referencial, emprega clássicos da área (Bak, Castro, Keeble, Lima, Passos e Sims, entre outros), destacando as contribuições de Kramer. À guisa de resultado, esta imersão no cotidiano dos entrevistados permite, de um lado, mergulhar de uma forma intimista nos aspectos e nas problemáticas mais subjetivas dos acontecimentos. Do outro, propicia uma conexão densa com as questões sociais, econômicas e históricas nas quais os entrevistados estão envolvidos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Monica Martinez, Universidade de Sorocaba/SP

Docente do Programa de Pós-graduação em Comunicação e Cultura da Universidade de Sorocaba (Uniso). É professora visitante da École des Hautes Études en Sciences de l´Information et de la Communication (Celsa) da Sorbonne Université (França). Doutora em Ciências da Comunicação pela ECA-USP, tem pós-doutorado pela UMESP e estágio de pesquisa pós-doutoral junto à Universidade do Texas em Austin (EUA). Bolsista produtividade CNPq - Nível 2. 

Referências

AGUIAR, L. A. DE. O jornalismo investigativo e seus critérios de noticiabilidade: notas introdutórias. Revista Alceu, v. 7, n. 13, p. 73–84, 2006.

ALBERTI, V. Manual de História Oral. 3. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2005.

CAPOTE, T. A sangue frio: o relato frio de um assassinato múltiplo e suas complicações. São Paulo: Abril Cultural, 1980.

CASTRO, G. DE. Jornalismo literário: uma introdução. Brasília: Casa das Musas, 2010.

CONNERY, T. B. A sourcebook of American literary journalism: representative writers in an emerging genre. New York: Greenwood, 1992.

COSTA, L. A. DA. Gêneros jornalísticos. In: Gêneros jornalísticos no Brasil. São Bernardo do Campo: Umesp, 2015. p. 43–83.

EMERY, M.; EMERY, E.; ROBERTS, N. L. The press and America: an interpretive history of the mass media (9th Edition). New York: Pearson, 1999.

GAPY, L. Ponto e Vínculo: jornalismo literário e reportagens seriadas. [s.l.] Sorocaba, SP - Universidade de Sorocaba, 2018.

HARTSOCK, J. C. A history of American Literary Journalism: the emergence of a modern narrative form. Amherst: University of Massachusetts Press, 2000.

JÚNIOR, N. B. A cultura do ouvir. In: A era da iconofagia: ensaios de comunicação e cultura. São Paulo: Hacker, 2005. p. 98–109.

KEEBLE, R. L. Jornalismo literário como disciplina, além de Tom Wolfe. Brazilian Journalism Research, v. 14, n. 3, p. 894–915, 2018a.

KEEBLE, R. L. Literary Journalism as a Discipline: Tom Wolfe and Beyond. Brazilian Journalism Research, v. 14, n. 3, p. 862–881, 28 dez. 2018b.

KEEBLE, R.; WHEELER, S. The journalistic imagination: literary journalists from Defoe to Capote and Carter. London/New York: Routledge, 2007.

KRAMER, M. Invasive procedures: a year in the world of two surgeons. New York: Harper & Row, 1983.

KRAMER, M. Three farms: making milk, meat, and money from the American soil. New York: David R Godine Pub, 1986.

KRAMER, M. Breakable Rules for Literary Journalists. In: SIMS, N.; KRAMER, M. (Eds.). . Literary journalism: a new collection of the best American nonfiction. New York: Ballantine Books, 1995a. p. 21–34.

KRAMER, M. Travels with a hungry bear: a journey to the Russian heartland. New York: Houghton Mifflin Harcourt, 1995b.

LEWIS, M.; HANC, J. Experiências de educadores no ensino de jornalismo literário: insights obtidos a partir de cinco anos de pesquisas com questionários na internet. Brazilian Journalism Research, v. 14, n. 3, p. 772–805, 2018.

LIMA, E. P. Páginas ampliadas: o livro-reportagem como extensão do jornalismo e da literatura. 1. ed. Campinas, SP: Unicamp, 1993.

LIMA, E. P. Páginas ampliadas: o livro-reportagem como extensão do jornalismo e da literatura. 4. ed. São Paul: Manole, 2009.

LIMA, E. P. O jornalismo literário e a academia no Brasil: fragmentos de uma história. Famecos, v. 23, n. 1, p. 1–19, 2016.

LONGHI, R. R.; WINQUES, K. The place of longform in online journalism: quality versus quantity and a few considerations regarding consumption. Brazilian Journalism Research, v. 11, n. 1, p. 104–121, 2015.

MARTINEZ, M. Jornalismo literário: um gênero em expansão. Intercom - Revista Brasileira de Ciências da Comunicação, v. 32, n. 2, p. 199–215, 2009.

MARTINEZ, M. O bom ouvinte: José Hamilton Ribeiro na perspectiva do Jornalismo Literário e da Cultura do Ouvir. Líbero, v. 13, n. 25, p. 121–130, 2010.

MARTINEZ, M. Jornalismo literário: tradição e inovação. Florianópolis: Insular, 2016a.

MARTINEZ, M. Reflexões sobre Jornalismo e História Oral: um campo com mais convergências do que dissonâncias. Revista Observatório, v. 2, n. 1, p. 75, 1 maio 2016b.

MEIHY, J. C. S. B.; RIBEIRO, S. L. S. Guia prático de história oral. São Paulo: Contexto, 2011.

MELO, J. M. DE. A opinião no jornalismo brasileiro. 2. ed. Petrópolis, RJ: Vozes, 1994.

MELO, J. M. DE; ASSIS, F. DE. Gêneros jornalísticos no Brasil. São Bernardo do Campo: Umesp, 2010.

MITCHELL, J. O segredo de Joe Gould. São Paulo: Companhia das Letras, 2003.

PAULY, J. J. Literary journalism and the drama of civic life. Literary Journalism Studies, v. 3, n. 2, p. 73–82, 2011.

PERAZZO, P. F. Narrativas Orais de Histórias de Vida. Comunicação & Inovação, v. 16, n. 30, p. 121–131, 25 fev. 2015.

ROSS, L. Filme. São Paulo: Companhia das Letras, 2005.

SILVA, G.; SILVA, M. P. DA; FERNANDEZ, M. L. (EDS.). Florianópolis: Insular, 2014. In: Critérios de noticiabilidade: problemas conceituais e aplicações. Florianópolis: Insular, 2014. p. 240.

SIMS, N. Literary Journalists. New York: Ballantine Books, 1984.

SIMS, N. The Problem and the promise of Literary Journalism Studies. Literary Journalism Studies, v. 1, n. 1, p. 7–16, 2009.

SODRÉ, M. A narração do fato: notas para uma teoria do acontecimento. Petrópolis, RJ: Vozes, 2009.

THOMPSON, P. A voz do passado: história oral. 3. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2002.

VILAS-BOAS, S. Perfis: o mundo dos outros. 3. ed. Barueri, SP: Manole, 2014.

WOLFE, T. Radical chique e o novo jornalismo. São Paulo: Companhia das Letras, 2005.

WOLFE, T.; JOHNSON, E. W. The new journalism. New York: Harper & Row, 1973.

ZIELINSKI, S. Arqueologia da mídia: em busca do tempo remoto das técnicas do ver e do ouvir. São Paulo: Annablume, 2006.

Downloads

Publicado

2022-01-19 — Atualizado em 2022-01-27

Versões

Como Citar

Martinez, M. (2022). Reflexões sobre Jornalismo literário e cotidiano. Revista Mídia E Cotidiano, 16(1), 248-267. https://doi.org/10.22409/rmc.v16i1.51633 (Original work published 19º de janeiro de 2022)