JORNALISMO BASEADO EM LOCALIZAÇÃO: O Uso do Twitter Durante as Manifestações do 15 de Março de 2015

Autores

  • Lucas Santiago Arraes REINO Universidade Federal do Maranhão

DOI:

https://doi.org/10.22409/ppgmc.v9i9.9782

Palavras-chave:

Sistemas Baseados em Localização, Ciberjornalismo, Manifestações

Resumo

Serviços Baseados em Localização (SBLs) vêm sendo adotados timidamente pelos cibermeios, apesar de já estarem disponíveis publicamente através de sites de redes sociais e de outras ferramentas na Internet. As possibilidades de utilização são variadas e o objetivo deste artigo é entender melhor o uso dessa informação no ciberjornalismo. Para isso, apresenta-se uma coleta de publicações georreferenciadas feita no Twitter a respeito das manifestações ocorridas no Brasil no dia 15 de março de 2015, com foco em Porto Alegre, capital do Rio Grande do Sul. A partir da coleta é feito um mapeamento dos recursos agregados às postagens e como eles podem ser utilizados na produção de conteúdo jornalístico. Destacase como resultado a ampliação da capacidade de compreensão do contexto dos fatos através da captação de múltiplas fontes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lucas Santiago Arraes REINO, Universidade Federal do Maranhão

Professor do curso de Jornalismo da Universidade Federal do Maranhão, Campus Imperatriz, doutor em Comunicação Social pela PUCRS.

Referências

BAHIA, Juarez. Jornal, História e Técnica: as técnicas do jornalismo. 4. ed. São Paulo:

Ática, 1990. 2v.

BRIMICOMBE, Allan, and LI, Chao. Location-Based Services and Geo-Information

Engineering. Hoboken, NJ, USA: John Wiley & Sons, 2009. ProQuest ebrary. Web. 2

September 2015.

CURRIE, Timothy. Experiments in Location-based Content: A Case Study of

Postmedia’s Use of Foursquare. 2011. Presentation at the International Symposium in

Online Journalism, Austin, TX, April 1–2, 2011. Disponível em:

REINO 109

https://online.journalism.utexas.edu/2011/papers/Currie2011.pdf, acesso em 28 de out

de 2015

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas,

Goggin, Gerard, Martin, Fiona, e Dwyer, Tim. Locative News: Mobile Media, Place

Informatics, and Digital News. 2015 Journalism Studies 16 (1): 1–19. Disponível em:

http://www.tandfonline.com/doi/abs/10.1080/1461670X.2014.890329. Acesso em 28 de

out de 2015.

LEMOS, André. Mídias locativas e territórios informacionais. In: SANTAELLA, L.;

ARANTES, P. (Ed.). Estéticas tecnológicas: novos modos de sentir. São Paulo: EDUC.,

p. 207-230.

MACHADO, Elias; PALACIOS, Marcos. (2007). Um modelo híbrido de pesquisa: a

metodologia aplicada ao GJOL. in: MACHADO, Márcia B; LAGO, Cláudia. (Orgs.).

Metodologia de pesquisa em jornalismo. (1ªed.). Petropolis: Vozes, v. 1, pp. 199-222

MOREIRA, Benedito Dielcio; PAULA, Sara Espírito Santo; MORAES, Bianca Cristina

Silva. Relacionamentos em Tempos de Tinder. Intercom - XVII Congresso de Ciências

da Comunicação na Região Centro-Oeste – Campo Grande - MS – 4 a 6/6/2015.

NYRE, Lars, Bjørnestad, Solveig, Tessem, Bjornar, e Øie, Kjetil. Design and

Evaluation of a Location-Based Mobile News Reader. 2011 New Technologies,

Mobility and Security (NTMS), 2011 4th IFIP International Conference on. Disponível

em:

http://ieeexplore.ieee.org/xpl/articleDetails.jsp?arnumber=5720634& filter=AND(p_Pu

blication_Number:5720565) Acessado em 28 de out de 2015.

OGC. Glossary of Terms. Disponível em:

<http://www.opengeospatial.org/ogc/glossary/l>. Acesso em: 25 jul. 2015.

OPPEGAARD, Bret; RABBY, Michael K. Proximity, Revealing new mobile meanings

of a traditional news concept, 2015. Digital Journalism DOI:

1080/21670811.2015.1063075

PENA, Felipe. Teoria do jornalismo. 2. Ed. São Paulo: Contexto, 2008.

POSTMAN, Neil. Tecnopólio: A rendição da cultura à tecnologia. Nobel. 1994. 223 p.

REINO, Lucas. Jornalismo baseado em localização: Uma análise das potencialidades

na produção e no consumo de notícias. 2015. 249 f. Tese (Doutorado) - Curso de

REINO 110

Comunicação Social, Faculdade de Comunicação Social, Pontifícia Universidade

Católica do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2015.

SANTAELLA, Lucia. A ecologia pluralista das mídias locativas. Revista FAMECOS •

Porto Alegre • nº 37 • dezembro de 2008.

SANTI, Vilson Junior. O desafio da apuração jornalística no ciberespaço. Porto

Alegre, Revista Sessões do Imaginário. n.24. PUCRS, 2011.

VIRRANTAUS, Kirsi et al. Developing GIs-Supported Location-Based Services. 2. ed.

Kyoto: Ieee, 2001. (IEEE Conference Publications). DOI: 10.1109/WISE.2001.996708.

WEISS, Amy Schimitz. Place-based Knowledge in the Twenty-first Century: The

Creation of Spatial Journalism. 2014. Digital Journalism 3 (1): 116–131. Disponível

em: http://www.tandfonline.com/doi/pdf/10.1080/21670811.2014.928107 Acesso em

de out de 2015.

WOLF, Mauro. Teorias da Comunicação. Lisboa: Editorial Presença, 2002.

XAVIER, Maureen. Entrevista pelo Facebook. Porto Alegre, 2015.

Downloads

Publicado

2016-08-12

Edição

Seção

Artigos Seção Temática