Analise da Pluralidade e da Contextualizacao das Informacoes Ambientais nos Portais dos Jornais A Critica (Manaus/AM) e o Liberal (Belem/PA)

Autores

  • Allan Soljenitsin Barreto Rodrigues Universidade Federal do Amazonas
  • Luanny Victória Câmara de Santana Universidade Federal do Amazonas

DOI:

https://doi.org/10.22409/ppgmc.v9i9.9784

Palavras-chave:

Jornalismo ambiental, Ciberespaço, Amazônia, Meio Ambiente.

Resumo

Este artigo apresenta resultados obtidos em pesquisa desenvolvida pelo Grupo de Pesquisa Comunicação, Cultura e Amazônia (Trokano), cujo objetivo foi analisar a qualidade das notícias sobre meio ambiente publicadas no ciberespaço pelos portais com mais audiência da Região Norte. O foco do artigo são as categorias de análise da pluralidade e da contextualização da cobertura jornalística ambiental dos jornais online A Crítica (Manaus/AM) e O Liberal (Belém/PA). Esperamos contribuir para aperfeiçoamento do acesso a informação ambiental no meio online, auxiliando no processo de tomada de decisões esclarecidas por parte da população. Esta pesquisa teve o apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Allan Soljenitsin Barreto Rodrigues, Universidade Federal do Amazonas

Professor Assistente I da Universidade Federal do Amazonas, Brasil. Doutor em Sociedade e Cultura na Amazônia pela Universidade Federal do Amazonas, Brasil (2013)

Luanny Victória Câmara de Santana, Universidade Federal do Amazonas

Estudante de Jornalismo da Universidade Federal do Amazonas, Brasil

Referências

BARDIN, Laurence. Análise de Conteúdo. Lisboa/Portugal: Edições 70 LDA, 2010.

BATISTA, Djalma. O complexo da Amazônia: análise do processo de desenvolvimento. Rio de Janeiro: Conquista, 1976.

BELMONTE, Roberto Villar. Menos catástrofes e mais ecojornalismo. In: BOAS, Sérgio Vilas. Formação & informação ambiental: jornalismo para iniciados e leigos. São Paulo: Summus, 2004.

BENTHAM, Jeremy. An introduction to the principles of morals and legislation. London: The Athlone Press, 1970.

BORTOLOZZI, Arlêude. Comunicação, ensino e temática ambiental. Comunicação e Educação, São Paulo, n. 14, p. 42-48, jan./abr. 1999. Disponível em: <http://www.revistas.usp.br/comueduc/article/view/36842/39564>. Acesso em: 17 fev. 2014.

BUENO, Wilson da Costa. Comunicação, jornalismo e meio ambiente: teoria e pesquisa. São Paulo: Majoara, 2007.

BUCCI, Eugênio. Sobre Ética e Imprensa. São Paulo: Cia da Letras, 2000.

CAMARA, Eric Brücher. Aquecimento global pode afetar Brasil até 20% mais que a média, diz Inpe. BBC Brasil, Brasília, DF, 11 dez. 2009. Disponível em: <http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2009/12/091211_c15_ebc_rc.shtml>. Acesso em: 17 fev. 2014.

CHAPARRO, Manoel Carlos. Linguagem dos conflitos. Coimbra: Minerva, 2001.

DE jornal impresso à era digital: são 67 anos de Rede Calderaro de Comunicação. A Crítica, Manaus, 19 de Abril de 2016. Disponível em: <http://www.acritica.com/channels/cotidiano/news/de-jornal-impresso-a-era-digital-rede-calderaro-de-comunicacao-comemora-67-anos>. Acesso em: 03 de Agosto de 2016.

DECLARAÇÃO dos Direitos do Homem e do Cidadão, 1789. Disponível em: <http://www.direitoshumanos.usp.br/index.php/Documentos-anteriores-%C3%A0-cria%C3%A7%C3%A3o-da-Sociedade-das-Na%C3%A7%C3%B5es-at%C3%A9-1919/declaracao-de-direitos-do-homem-e-do-cidadao-1789.html>. Acesso em: 17 fev. 2014.

DIAS, Genebaldo Freire. Educação ambiental: princípios e práticas. 2. ed. rev. e ampl. São Paulo: Gaia, 1993.

FARIS, Stephan. Mudança climática: as alterações do clima e as consequências diretas em questões morais, sociais e políticas. Rio de Janeiro: Elsevier, 2009.

FIGUEIREDO, Thiago Antônio de Sousa et al. Comunicação Comunitária. In: SEMINÁRIO ANUAL DE PESQUISA, 2., 2001, Tefé. Anais. Tefé: Instituto de Desenvolvimento Sustentável Mamirauá, 2001. p. 35-38.

FONSECA, André Azevedo da. Água de fonte só: a magnitude do problema em um experiência concreta. In: BOAS, Sérgio Vilas. Formação & informação ambiental: jornalismo para iniciados e leigos. São Paulo: Summus, 2004.

FLANNERY, Tim F. Os senhores do clima: como o homem está alterando as condições climáticas e o que isso significa para o futuro do planeta. Rio de Janeiro: Record, 2007.

FREIRE, Paulo. Educação como prática da liberdade. 10. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1980.

GERAQUE, Eduardo. Jornalismo e ecossistemas parecem (mas não são) elos perdidos. In: BOAS, Sérgio Vilas. Formação & informação ambiental: jornalismo para iniciados e leigos. São Paulo: Summus, 2004.

IVANISSEVICH, Alícia. Como popularizar a ciência com responsabilidade e sem sensacionalismo. In: BOAS, Sérgio Vilas. Formação & informação científica: jornalismo para iniciados e leigos. São Paulo: Summus, 2005.

JORNAL ‘O Liberal’ comemora 65 anos de história e credibilidade. O Liberal, Belém, 16 de Novembro de 2011. Disponível em: <http://noticias.orm.com.br/noticia.asp?id=563700&|jornal++o+liberal++comemora+65+anos+de+hist%C3%B3ria+e+credibilidade#.V6IpWtIrLIU>. Acesso em: 03 de Agosto de 2016.

KOVACH, Bill; ROSENSTIEL, Tom. Os elementos do jornalismo: o que os jornalistas devem saber e o público exigir. São Paulo: Geração, 2003.

LEFF, Henrique. Saber ambiental: sustentabilidade, racionalidade, complexidade, poder. 6. ed. Petrópolis: Vozes, 2008.

MELO, José Marques de. Estudos de jornalismo comparado. São Paulo: Pioneira, 1972.

______. Jornalismo: compreensão e reinvenção. São Paulo: Saraiva, 2009.

MELO, José Marques de; ASSIS, Francisco de. Gêneros Jornalísticos no Brasil. São Bernardo do Campo: Universidade Metodista de São Paulo, 2010.

MORETZSOHN, Sylvia. Pensando contra os fatos. Rio de Janeiro: Revan, 2007.

NOBLAT, Ricardo. A arte de fazer um jornal diário. São Paulo: Contexto, 2002.

OLIVEIRA, Fabíola Imaculada de. Jornalismo Científico e Amazônia: estudo de quatro jornais brasileiros. Dissertação de (Mestrado em Comunicação), Departamento de Jornalismo e Editoração, Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo, 1990.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS. Declaração Universal dos Direitos Humanos, 1948. Disponível em: <http://www.ohchr.org/EN/UDHR/Pages/Language.aspx?LangID=por>. Acesso em: 17 fev. 2014.

ÓRGÃO da ONU admite erro em previsão sobre aquecimento global. BBC Brasil, Brasília, DF, 19 jan. 2010. Disponível em: <http://www.bbc.co.uk/portuguese/noticias/2010/01/100119_geleira_himalaia_ipcc_np.shtml>. Acesso em: 17 fev. 2014.

PACHAURI, R. K.; REISINGER, R. (Ed.). Climate change 2007: syntheses report. Genebra: IPCC, 2007. Disponível em: <http://www.ipcc.ch/publications_and_data/ar4/syr/en/contents.html>. Acesso em: 17 fev. 2014.

PENA, Felipe. Teoria do jornalismo. São Paulo: Contexto, 2005.

ROUSSEAU, Jean-Jacques. Du contrat social. Paris: Librairie General Française, 1996.

SANTOS, J.M. O que é análise de conteúdo. São Paulo: Summus, 1997.

SILVA, Marilene Corrêa da. Metamorfoses da Amazônia. Manaus: Ed. da Universidade do Amazonas, 1999.

SOUSA, Jorge Pedro. As notícias e os seus efeitos. Coimbra, Minerva, 2000.

SOUSA, Filipa Ambrósio de. ONU arrasa previsões dos cientistas sobre Amazônia. Diário de Notícias, Portugal, 1 fev. 2010. Disponível em: <http://dn.sapo.pt/inicio/ciencia/interior.aspx?content_id=1483539&seccao=Biosfera>. Acesso em: 17 fev. 2014.

SCHARF, Regina. Economia sustentável é utopia, contradição ou lucro certo? In: BOAS, Sérgio Vilas. Formação & informação ambiental: jornalismo para iniciados e leigos. São Paulo: Summus, 2004.

TAUTZ, Carlos. Oxigênio para a energia: entenda a ideia de um “jornalismo para o desenvolvimento”. In: BOAS, Sérgio Vilas. Formação & informação ambiental: jornalismo para iniciados e leigos. São Paulo: Summus, 2004.

TRAQUINA, Nelson. Teorias do jornalismo: por que as notícias são como são. 2. ed. Florianópolis: Insular, 2005a. v. 1.

______. Teorias do jornalismo: a tribo jornalística: uma comunidade interpretativa transnacional. Florianopolis: Insular, 2005b. v. 2.

TRAQUINA, Nelson (Org.). Jornalismo: Questões, teorias e “Estórias”. Lisboa, Vega, 1997.

TRIGUEIRO, André. Mundo sustentável: abrindo espaço na mídia para um planeta em transformação. São Paulo: Globo, 2005.

VERÍSSIMO, José. A instrução e a imprensa: livro de Centenário. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1900.

WEBER, Max. Sociologia da imprensa: um programa de pesquisa. Estudos em Jornalismo e Mídia, Florianópolis, v. 2, n. 1, p. 13-21, 2005. Disponível em: <https://periodicos.ufsc.br/index.php/jornalismo/article/view/2084/1825>. Acesso em: 17 fev. 2014

WOLF, Mauro. Teorias da Comunicação. 6ª ed. Lisboa: Presença, 2001.

Downloads

Publicado

2016-08-12

Edição

Seção

Artigos Seção Livre