Parresía jornalística: a fala franca de Juremir Machado da Silva no embate discursivo com Luis Fernando Verissimo no texto de opinião

Eduardo Ritter

Resumo


Nos últimos anos de vida, o filósofo francês Michel Foucault ministrou uma série de cursos no Collège de France, sendo que um dos temas dessas falas foi o conceito da palavra grega parresía que, resumidamente, significa assumir riscos por falar com franqueza no espaço público. Destarte, o artigo traz algumas reflexões sobre essa prática no jornalismo, especialmente através de textos jornalísticos. Valendo-se da própria perspectiva de discurso de Foucault, são observados dois textos de um jornalista brasileiro que fez uso da sua parresía e que pagou por isso: “O sistema dos intocáveis” e “Um caso pessoal, ou em nome do filho”, de Juremir Machado da Silva. Nos dois textos, o autor revela a polêmica que teve com o escritor Luis Fernando Verissimo e que resultou na saída de Machado da Silva do jornal Zero Hora nos anos 1990.


Palavras-chave


Parresía; Jornalismo opinativo; Fala franca; Discurso; História do jornalismo.

Texto completo:

PDF

Referências


CAVERSAN, Luiz. Introdução ao jornalismo diário – como fazer jornal todos os dias. São Paulo. Saraiva, 2009.

FEYERABEND, Paul. Contra o método. Rio de Janeiro: Editora Unesp, 2003.

FOUCAULT, Michel. A coragem da verdade. São Paulo: Martins Fontes, 2011.

FOUCAULT, Michel. A ordem do discurso – aula inaugural no Collège de France, pronunciada em 2 de dezembro de 1970. São Paulo: Edições Loyola, 2013.

FOUCAULT, Michel. A hermenêutica do sujeito. São Paulo: Martins Fontes, 2010a.

FOUCAULT, Michel. O governo de si e dos outros. São Paulo: Martins Fontes, 2010b.

GIL, Antonio Carlos. Métodos e técnicas de pesquisa social. São Paulo: Atlas, 1995.

MACHADO DA SILVA, Juremir. A miséria do jornalismo brasileiro – as (in) certezas da mídia. Petrópolis: Vozes, 2000.

MELO, José Marques de. A opinião no jornalismo brasileiro. Petrópolis: Vozes, 1994.

MELO, José Marques de. Gêneros jornalísticos – teoria e práxis. Blumenau: EdiFurb, 2012.

PENA, Felipe. Crônicas o golpe. Rio de Janeiro: Record, 2017.

PLATÃO. Apologia de Sócrates Banquete. São Paulo: Martin Clare, 2005.

RITTER, Eduardo. Jornalismo gonzo e parresía: mentiras sinceras e outras verdades. Porto Alegre: PUCRS, 2015 (tese de doutorado).

TEIXEIRA, Elizabeth. As três metodologias. Petrópolis: Vozes, 2005.

ULLMANN, Reinholdo Aloysio. Epicuro: o filósofo da alegria. Porto Alegre: Edipucrs, 2006.

WOLFF, Fausto. A imprensa livre de Fausto Wolff. Porto Alegre: L&P, 2004.




DOI: https://doi.org/10.22409/ppgmc.v12i1.9870

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Programa de Pós-Graduação em Mídia e Cotidiano - PPGMC 
Universidade Federal Fluminense - UFF
Endereço: Rua Tiradentes, nº 148 - Ingá - Niterói - Rio de Janeiro - CEP 24.210-510
e-mail: pmc.ega@id.uff.br
Site: http://www.ppgmidiaecotidiano.uff.br

Telefone/Fax: (21) 2629-9684/ (21) 2629-9681