Aceitação e resistência ao processo de acreditação hospitalar sob a perspectiva dos profissionais que atuam em instituições hospitalares

David Ferreira Bomfin, Lucia Penna Trivellato, Flávio Hastenreiter

Resumo


O foco da pesquisa foi analisar a relação entre os indicadores de resistência e aceitação ao processo de mudança organizacional, como fatores que podem afetar o processo de implantação da Acreditação Hospitalar, sob a perspectiva dos profissionais que atuam em instituições hospitalares. A definição dos fatores se deu com base na análise teórica e a escolha daqueles recorrentes entre os autores estudados. Aplicou-se questionário a um grupo diversificado de profissionais que atuam em áreas e cargos distintos em instituições hospitalares com diversos níveis de complexidade. Após a avaliação do resultado do questionário foi conduzida uma entrevista semi-estruturada, junto a alguns desses profissionais ocupantes de cargos estratégicos e responsáveis pela condução direta ou indireta do processo de Acreditação Hospitalar. Os resultados confirmam a importância do envolvimento da alta administração como fator condicionado ao êxito no projeto. A inabilidade dos gestores para envolver os profissionais do nível operacional na elaboração dos planos de ação e reestruturação dos processos foi avaliada como um indicador de resistência que compromete o desempenho do processo de Acreditação Hospitalar.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12712/rpca.v7i2.206

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1982-2596

Avaliação Qualis 2015 - B2 - Na área de Administração, Ciências Contábeis e Turismo.