Empoderamento no programa “mulheres sim” do IFSC

Juliana Pereira Michels, Jacir Leonir Casagrande, Paula Clarissa de Souza, Nei Antonio Nunes

Resumo


Este estudo se propôs a analisar o Programa Mulheres Sim desenvolvido pelo Instituto Federal de Santa Catarina, como prática de empoderamento. Partiu-se do constructo de empoderamento cunhado por Paulo Freire (1969), como um movimento que tem o propósito de desenvolver a consciência do ser humano de modo a promover a liberdade e o poder de participação na sociedade e, representa uma complexidade de componentes da vida das pessoas do mundo contemporâneo. A pesquisa se caracteriza como estudo de caso, com abordagem qualitativa e, quanto ao objetivo, como descritiva e exploratória. Os dados foram coletados através de pesquisa documental, observação participante e entrevista semiestruturada e, foi desenvolvida uma análise de conteúdo. O Programa elevou a autoestima, o reconhecimento, a valorização das potencialidades das mulheres, enquanto sujeitos de direitos, liberdade, autonomia, mudanças, de uma postura mais crítica e ativa diante do mundo. Foi um processo de verdadeiro empoderamento.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.12712/rpca.v12i3.12606

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN 1982-2596

Avaliação Qualis 2015 - B2 - Na área de Administração, Ciências Contábeis e Turismo.