A Excrita de Hélio Oiticica

Autores

  • Tania Rivera

DOI:

https://doi.org/10.22409/poiesis.1217.53-64

Palavras-chave:

Hélio Oiticica, escritos, linguagem, objeto, metáfora

Resumo

Refletindo sobre os textos de Hélio Oiticica, este ensaio propõe que eles sejam vistos como um campo teórico-poético no qual o artista elabora suas “proposições” e, ao mesmo tempo, lida com a transformação da linguagem em objeto, de maneira análoga àquela de seus trabalhos visuais. Nesta operação, exploramos a ideia de uma metáfora topológica e dispersiva, uma operação de linguagem na qual não há substituição, mas cada coisa é remetida a outras, de modo múltiplo e disruptivo.

Biografia do Autor

Tania Rivera

Tania Rivera é Psicanalista, professora do Departamento de Arte da Universidade Federal Fluminense e pesquisadora bolsista do CNPq. Versões deste texto foram apresentadas no seminário que acompanhou a exposição Hélio Oiticica. O Museu é o Mundo em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Brasília. Agradecemos ao curador do seminário, Felipe Scovino, e aos curadores da exposição, Fernando Cocchiarale e César Oiticica Filho, pelo convite a esta reflexão.

Downloads

Publicado

2011-07-01