Série Mesa de Griot (ensaio visual)

Autores

  • Luanda (Patrícia Francisco) Universidade Federal do Rio de Janeiro, Brasil

DOI:

https://doi.org/10.22409/poiesis.v21i35.40525

Palavras-chave:

sem palavras-chave (ensaio visual)

Resumo

O trabalho vem sendo elaborado por vivências no ambiente sagrado, terreiro de Umbanda e em estudos afro-brasileiros. Tem como objeto de reflexão discutir a Cultura Afro-Brasileira e sua presença na arte contemporânea proposta a partir dos trânsitos relacionais, sociais, culturais e políticos que se deram pelo mar Atlântico desde o período colonial, procurando correlacionar a natureza, a escravidão e a espiritualidade. As obras procuram apresentar a imersão espiritual, através da ambientação de “momentos” ritualísticos, construídos a partir de elementos de caráter simbólico. São recorrentemente realizadas em vídeo, fotografia, pintura, performance e instalação e organizadas em série. Dentro desse processo histórico da Escravidão que ressoa na nossa Contemporaneidade, ainda faz uma reflexão sobre o corpo, tanto o corpo negro, como o corpo da própria artista, referente à sua condição miscigenada e espiritualizada em trânsito na arte contemporânea
brasileira. Luanda é o nome adotado por Patrícia Francisco para os trabalhos que elabora em coautoria com entidades espirituais afro-brasileiras.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Luanda (Patrícia Francisco), Universidade Federal do Rio de Janeiro, Brasil

Luanda (Patrícia Francisco) é artista plástica e cineasta, graduada em Artes Plásticas (UFRGS), Mestrado em Artes (USP), Doutoranda em Artes (UFRJ).

Referências

Sem referências

Downloads