A fama da máquina televisiva: análise estilística do programa do SBT

João Paulo Hergesel, Rogério Ferraraz

Resumo


O Máquina da Fama é um programa de auditório que consiste na competição entre covers e na transformação de artistas convidados em fenômenos do cenário musical. Fechando o ano de 2015 na vice-liderança em audiência e iniciando 2016 com constantes vitórias sobre Xuxa, o formato é responsável por momentos marcantes na história contemporânea do SBT. Levando isso em consideração, questionou-se como os recursos expressivos utilizados por essa narrativa sugerem atingir a sensibilidade do telespectador. Para tentar responder a essa indagação, analisou-se um trecho do programa em que a apresentadora Patrícia Abravanel estabelece diálogo com ela própria, como se fossem personalidades distintas, antes de executar a tarefa de imitar a cantora Beyoncé.

Palavras-chave


Audiovisual; Televisão; Narrativas Midiáticas; Estilística; SBT

Texto completo:

PDF PDF (English)

Referências


BALLY, Charles. Traité de stylistique française. Paris: Klincksieck, 1909.

BAPTISTA, Luiza. Construção da Celebridade em Talent Shows: Estudo de Caso do Programa The X Factor. In: CONGRESSO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO NA REGIÃO SUDESTE, 19., Vila Velha, 2014. Anais.... Vila Velha (ES): Intercom, 2014, p. 1-15. Disponível em: . Acesso em: 21 nov. 2016.

BECHARA, Evanildo. Moderna gramática portuguesa. 37. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2009.

BORDWELL, David. Sobre a História do Estilo Cinematográfico. Campinas (SP): Editora da Unicamp, 2013.

BUTLER, Jeremy G. Notes on the Soap Opera Apparatus: Televisual Style and “As the World Turns”. Cinema Journal, ed. 25, n. 3, p. 53-70, 1986.

FERNANDES, Wandreza. “Máquina da Fama” conquista décima vitória consecutiva sobre programa “Xuxa Meneghel”. Área Vip, 2 fev. 2016. Disponível em: . Acesso em: 15 fev. 2016.

GARCIA, Othon M. Comunicação em prosa moderna: aprenda a escrever, aprendendo a pensar. 26. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2007.

GUIRAUD, Pierre. A estilística. São Paulo: Mestre Jou, 1970.

HERGESEL, João Paulo. Estilística aplicada à websérie. Saarbrücken (Alemanha): Novas Edições Acadêmicas, 2015.

KILPP, Suzana. Sentidos identitários de programação em TVs on-line. Revista da Associação Nacional dos Programas de Pós-Graduação em Comunicação | E-compós, Brasília, v. 18, n. 3, p. 1-17, set./dez. 2015. Disponível em: . Acesso em: 15 fev. 2016.

LAPA, Manuel Rodrigues. Estilística da Língua Portuguesa. 4. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1998.

MARTINS, Nilce Sant’Anna. Introdução à estilística: a expressividade na língua portuguesa. 4. ed. São Paulo: Edusp, 2008.

MARTINS, Rafael Barbosa Fialho. Resgate histórico das vinhetas do SBT: a busca por um “estilo sbtista”. CoMtempo, São Paulo, v. 6, n. 2, p. 1-16, 2014. Disponível em: . Acesso em: 15 fev. 2016.

MATEUS, Suzana Maria de Sousa. Okay, ladies, now let’s get in formation: o dia em que Beyoncé pautou questões raciais no Super Bowl 50. In: CONGRESSO DE CIÊNCIAS DA COMUNICAÇÃO NA REGIÃO NORDESTE, 18., Caruaru, 2016. Anais.... Caruaru (PE): Intercom, 2016, p. 1-15. Disponível em: . Acesso em: 21 nov. 2016.

MONTEIRO, José Lemos. A estilística: manual de análise e criação do estilo literário. Petrópolis: Vozes, 2005.

NOVAES, Anderson Lucas. A reprodução da música mercantil nos programas de covers: uma análise dos programas Astros (SBT) e Ídolos (Rede Record). Espaço Livre, v. 5, n. 9, p. 5-13, jan./jun. 2010. Disponível em: . Acesso em: 21 nov. 2016.

PORTAL O Planeta TV. Máquina da Fama fecha o mês de janeiro na vice-liderança. Audiência da TV, 30 jan. 2014. Disponível em: . Acesso em: 16 fev. 2016.

PUCCI JR., Renato. Sobre a história do estilo cinematográfico (Resenha). REBECA: Revista Brasileira de Estudos de Cinema e Audiovisual, São Paulo, ano 3, ed. 5, p. 1-6, jan./jun. 2014. Disponível em: . Acesso em: 03 fev. 2016.

ROCHA, Debora Cristine. Reality TV e reality show: ficção e realidade na televisão. E-compós, Brasília, v. 12, n. 3, p. 1-16, set./dez. 2009. Disponível em: . Acesso em: 21 nov. 2016.

SANTO, João Paulo Dell. Programas do SBT registram péssima audiência no sábado; “Máquina da Fama” estreia em baixa. RD1, 10 nov. 2013. Disponível em: . Acesso em: 15 fev. 2016.

SOUSA, Silvia Maria de. Silvio Santos vem aí: programas de auditório do SBT numa perspectiva semiótica. Niterói: Editora da UFF, 2011.

SUHAMY, Henri. As figuras de estilo. Porto (Portugal): Rés, 1994.




DOI: https://doi.org/10.22409/contracampo.v36i2.987

Apontamentos

  • Não há apontamentos.