A charge na representação do cotidiano do século XIX: uma análise da Semana Illustrada

Paulo Henrique Soares Almeida, Célia Maria Ladeira Mota

Resumo


Este artigo tem como proposta estudar a charge como um gênero opinativo capaz de produzir significados e representar o cotidiano de uma época. Ao escolher a revista Semana Illustrada (1860-1876), uma mídia do final do século XIX que teve como característica principal ser revolucionária em relação aos periódicos de seu tempo, o objetivo é refletir sobre a importância deste registro para a memória e verificar se a linguagem verbal e visual em questão nos dá um bom indício do que foi a vida social brasileira na década de 1860. Como a interpretação desse gênero requer conhecimentos que envolvem contexto social, fatos históricos, relações de poder, política e linguagem, adotamos como metodologia a Análise da Narrativa.


Palavras-chave


charge; Jornalismo; Representação Social; Cotidiano

Texto completo:

PDF

Referências


BARTHES, Roland. Análise estrutural da narrativa. Petrópolis-RJ: Vozes, 2009.

BERGER, Peter L.; LUCKMANN, Thomas. A Construção Social da Realidade. Petrópolis-RJ: Vozes, 2012.

FONSECA, Joaquim. Caricatura: a imagem gráfica do humor. Porto Alegre, RS: Artes e ofícios, 1999.

KELLNER, Douglas. A cultura da mídia. Bauru, SP: EDUCS, 2001.

KURTZ, Adriana. A charge como índice de opinião no jornalismo. Disponível em http://www2.espm.br/sites/default/files/pagina/adriana_kurtz.pdf. Acesso em 26.01.16.

PARNAIBA, Cristiane dos Santos; GOBBI, Maria Cristina. Charge jornalística: definição, histórico e funções. Disponível em < http://congreso.pucp.edu.pe/alaic2014/wp-content/uploads/2013/09/vGT17-Cristiane-Parnaiba-Maria-Cristina-Gobbi.pdf>. Acesso em 26.01.2016.

PEREZ, Luana Castro Alves. Charge. Mundo Educação. Disponível em http://mundoeducacao.bol.uol.com.br/redacao/charge.htm. Acesso em 29.01.16.

MOSCOVICI, Serge. Representações sociais: investigações em psicologia social. Petrópolis-RJ: Vozes, 2011.

MOTA, Célia Maria Ladeira; MOTA, Leonardo. ‘Crônica: memória do cotidiano’. in MOURA, Dione Oliveira; GERALDES, Elen; PEREIRA Fábio; OLIVEIRA, Madalena, ADGHIRNI, Zélia. Jornalismo e literatura: aventuras da memória. Brasília: Universidade de Brasília, 2014.

MOTTA, Luiz Gonzaga. Análise crítica da narrativa. Brasília: Universidade de Brasília, 2013.

NEVES, Margarida de Souza. Uma escrita do tempo: memória, ordem e progresso nas

crônicas cariocas. In: A Crônica: o gênero, sua fixação e suas transformações no Brasil. Rio de Janeiro: Fundação Casa de Rui Barbosa, 1992.

SECRETARIA ESPECIAL DE COMUNICAÇÃO SOCIAL. Semana Ilustrada: história de uma inovação editorial / Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro. — Rio de Janeiro: Secretaria, 2007.

SODRÉ, Nelson Werneck. História da burguesia brasileira. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1964.




DOI: https://doi.org/10.22409/ppgmc.v8i8.9769

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Programa de Pós-Graduação em Mídia e Cotidiano - PPGMC (UFF)

Endereço: Rua Tiradentes, nº 148 - Ingá - Niterói - Rio de Janeiro - CEP 24.210-510

Site: http://www.ppgmidiaecotidiano.uff.br

Telefone/Fax: (21) 2629-9684/ (21) 2629-9681