O tempo criador: análise da poética da decomposição na obra fotográfica de Éric Rondepierre

Beatriz Rodrigues Ferreira

Resumo


A questão da temporalidade na construção da imagem fotográfica será aqui analisada. Para tal, o tempo é empregado como fundante na constituição da imagem, mas, do mesmo modo que a cria, é também o que a deteriora. Busca-se, com este estudo, elementos para a discussão de uma poética que se apóie no tempo como ação estética: uma poética da decomposição. A discussão será proposta a partir da análise de imagens do fotógrafo francês Éric Rondepierre.


Palavras-chave


tempo; fotografia; decomposição; Eric Rondepierre

Texto completo:

PDF

Referências


DUBOIS, Phillippe. Efeito filme: figuras, matérias e formas do cinema na fotografia. IN: SANTOS, Alexandre e SANTOS, Maria Ivone

dos. A fotografia nos processos artísticos contemporâneos. Porto Alegre: Ed. UFRGS, 2004.

ENTLER, Ronaldo. Fotografia e acaso: a expressão pelos encontros e acidentes. IN: SAMAIN, Étienne. O fotográfico. São Paulo:

Hucitec, 1998.

MACHADO, Sérgio. Onde a terra acaba. Documentário. Videofilmes, 2001, 75min.

RONDEPIERRE, Eric. Oeuvres. IN: http://www.ericrondepierre.com/pages/fr_oeuv.html. Pesquisado em setembro de 2007 e em

/06/2008.

SALLES, Cecília Almeida. Gesto inacabado – processo de criação artística. São Paulo: Annablume, 1998.

SONAGLIO, Vilma. Tangenciando um processo de criação. IN: SANTOS, Alexandre e SANTOS, Maria Ivone dos. A fotografia nos

processos artísticos contemporâneos. Porto Alegre: Ed. UFRGS, 2004.

SOULAGES, François. Estética de la Fotografía. Buenos Aires: La Marca, 2005.

WILKERSON, Dale. Autodomínio e a forma variável: a palestra de Nietzsche sobre Heráclito. Revista Impulso, Piracicaba, 16 (41),

, p. 81-88




DOI: https://doi.org/10.22409/poiesis.1115.86-97

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2018 Beatriz Rodrigues Ferreira