Submissões

O cadastro no sistema e posterior acesso, por meio de login e senha, são obrigatórios para a submissão de trabalhos, bem como para acompanhar o processo editorial em curso. Acesso em uma conta existente ou Registrar uma nova conta.

Condições para submissão

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.
  • A contribuição é original e inédita, e não está sendo avaliada para publicação por outra revista; caso contrário, deve-se justificar em "Comentários ao editor".
  • O arquivo da submissão está em formato Microsoft Word, OpenOffice ou RTF.
  • Onde disponível, os URLs para as referências foram fornecidos.
  • O texto está em espaço simples; usa uma fonte de 12-pontos; emprega itálico em vez de sublinhado (exceto em endereços URL); as figuras e tabelas estão inseridas no texto, não no final do documento na forma de anexos.
  • O texto segue os padrões de estilo e requisitos bibliográficos descritos em Diretrizes para Autores, na página Sobre a Revista.

Diretrizes para Autores

Como parte do processo de submissão, os autores são obrigados a verificar a conformidade da submissão em relação a todos os itens listados a seguir. As submissões que não estiverem de acordo com as normas serão devolvidas aos autores.

Formas de apresentação dos trabalhos. Artigos, ensaios e resenhas originais compostos, a partir de uma disciplina acadêmica única ou com natureza transdisciplinar, devendo, em todos os casos, dialogar com a missão do Animus Liber.

Também poderão ser aceitas traduções de artigos publicados em outras línguas, de interesse especial com respeito aos temas tratados na revista, mas originais em português.

Regras de submissões dos textos. As contribuições enviadas ao Animus Liber poderão estar escritas em português e deverão ser originais e inéditas, não devendo estar em processo de análise e/ou revisão em qualquer outra publicação.

Regras de formatação dos artigos:

Título

  • Os manuscritos em português deverão conter, também, o título em inglês.

Palavras-Chave

  • Entre 3 a 5 palavras-chave separadas por ponto e vírgula (;)
  • Os manuscritos em  português deverão conter palavras-chave no idioma do texto e em inglês.

Resumo

  • Entre 150 a 300 palavras no idioma do texto.
  • Os manuscritos em português deverão conter resumo no idioma do texto e em inglês.

Visual

  • Corpo do Texto: Letra Times New Roman tamanho 12, espaçamento simples entre linhas, espaçamento duplo entre parágrafos.
  • Títulos e Subtítulos: Devem ser numerados sequencialmente, indicando as seções. Letra Times New Roman tamanho 12.
  • Resumos e notas de rodapé: Letra Times New Roman tamanho 10, espaçamento simples entre linhas.
  • Citações diretas: i) com menos de 4 linhas: devem ser inseridas no texto, seguir o estilo de formatação do texto, entre aspas; ii) com mais de 4 linhas: devem estar em parágrafo isolado, letra Times New Roman tamanho 10, recuo de 4cm no parágrafo, espaçamento duplo entre parágrafos, não colocar entre aspas.
  • Citações indiretas: texto baseado na obra do autor consultado. Trata-se de uma paráfrase, uma interpretação do texto lido, com a referência apresentada no rodapé.

Citações

  • Em todas as situações, para citações, utilizar modelo numérico (algarismos arábicos, sobrescrito) com as referências inseridas como nota de rodapé.

Referências

  • Todas as indicações de referências bibliográficas e de fontes precisam estar em notas de rodapé de acordo com o Chicago Manual of Style 17th edition (full note, with Ibid.). Além das referências em notas de rodapé, deverão constar, no final do texto todas as referências já mencionadas nas notas em ordem alfabética conforme Chicago Manual of Style 17th edition (full note, with Ibid.).
  • Sugerimos fortemente a utilização da ferramenta Mendeley para organização e utilização das referências ao longo do texto e na lista completa de referências ao fim do texto.
Exemplos de Formatação das Referências: 
  1. Referência de obra inteira:

a)      Livro com um autor

BOSSA, Nadia A. Dificuldades de aprendizagem: o que são. Como tratá-las. Porto Alegre: Artmed, 2000.

Obs.1: Só o título do livro deve ser grifado (itálico). O subtítulo da obra deve ser escrito sem qualquer tipo de grifo.

Obs.2: Quando não houver indicação da cidade em que a obra foi editada, deve-se colocar a abreviatura S.l. [sem local]; quando não houver a indicação da editora, usa-se a abreviatura s.n. [sine nomine].

       b) Livro com três autores

BOCK, Ana Mercês Bahia; FURTADO, Odair; TEIXEIRA, Maria de Lourdes Trassi. Psicologias: uma introdução ao estudo da psicologia. 13. ed. São Paulo: Saraiva, 1999.

Obs.: Usa-se o ponto-e-vírgula para separar nomes de autores ou de editoras, como no exemplo seguinte. A indicação da edição é obrigatória após o título da obra, salvo no caso da primeira edição.

       c) Livro com quatro autores ou mais

DUBOIS, J. et al. Retórica geral. Tradução de Carlos Felipe Moisés, Duílio Colombini e Elenir de Barros. São Paulo: Cultrix, 1974.

Obs.: Quando houver mais de três autores, indicar somente o primeiro, seguido da expressão et al.

      d) Livro com mais de uma cidade

Deve-se usar o ponto-e-vírgula para separar o nome de duas cidades.

HESSEN, Johannes. Teoria do conhecimento. Tradução de Antônio Correia. 7. ed. Coimbra: Arménio Amado; São Paulo: Martins Fontes, 1979. (Studium)

Obs.: Deve-se indicar sempre o nome do tradutor, quando se tratar de uma obra estrangeira. A palavra Studium dentro do parêntese indica o nome de uma série temática que tem sido publicada pela editora.

       e) Livro com mais de uma editora

Deve-se separar o nome de duas editoras (localizadas na mesma cidade) com dois-pontos.

CHARTIER, Roger. A aventura do livro: do leitor ao navegador. São Paulo: Imprensa Oficial: Unesp, 1999.

Obs.: Reparar que o destaque conhecido como VERSAL (todas as letras do sobrenome em maiúsculas) é usado também para mencionar o nome de publicações (ex. REVISTA BRASILEIRA DE ESTATÍSTICA), nome do país, no caso de leis e publicações oficiais (ex. BRASIL, Ministério da Cultura) ou para nome de instituições (ex. BANCO INTERAMERICANO DE DESENVOLVIMENTO).

  1. Referência de parte de livro/monografia:

a) Capítulo de livro de um mesmo autor

COMPAGNON, Antoine. O leitor. In: ______. O demônio da teoria: leitura de senso comum. Tradução de Cleonice Paes Barreto Mourão. Belo Horizonte: Ed. UFMG, 1999. cap. 4, p. 139-164.

Obs.: Não há necessidade de repetir o nome do autor, bastando a colocação de um traço (sublinhado) de seis toques.

       b) Parte de autoria diferente

Deve-se referenciar o nome do autor do capítulo, o título do capítulo, seguido da expressão latina In: e continuada pelo nome do autor principal da obra e de seu título.

BARATA, Maria do Rosário Themudo. Portugal e a Europa na época moderna. In: TENGARRINHA, José. (Org.). História de Portugal. Bauru: Edusc; São Paulo: Unesp; Lisboa: Instituto Camões, 2000. cap. 7, p. 105-126.

  1. Títulos de obras sem autoria conhecida:

Deve-se iniciar a referência apresentando a primeira palavra do título do artigo em letras maiúsculas.

VARIG e Embratel investem 1,8 milhões para divulgar o Brasil. O Globo, Rio de Janeiro, 2 jul. 1998. Economia, p.34.

  1. Livro, Monografia em meio eletrônico:

Autor(es); título e subtítulo (da parte ou da obra como um todo); dados da edição; dados da publicação: local, editor, data e informações relativas à descrição física do meio ou suporte.

ALVES, Castro. Navio negreiro. [S.l.] Virtual Books, 2000. Disponível em: <http://www.terra.com.br/virtualbooks/freebook/port/Lport2/navionegreiro.htm>. Acesso em: 10 jan. 2002.

INSTRUPEDIA: Your interactive encyclopedia of instrumentation. Microsoft Windows 95. Microsoft Corporation, 1993-1996. 1 CD-ROM.

  1. Artigos de publicações periódicas:

       a) Publicações especializadas

MORHY, Lauro. A ciência no Brasil. UnB Revista − Revista da Universidade de Brasília, Brasília, edição especial, jul. 2000.

VIEIRA, Sandra Medeiros. Uma pequena história do livro. Ciência hoje das crianças: Revista de Divulgação Científica para crianças − Revista da SBPC, São Paulo, ano 13, n.104, jul. 2000.

        b) Artigo publicado em meio digital

SOUZA, Ailton Elisário de. Penhora e avaliação. Dataveni@, Campina Grande, ano 4, n. 33, jun. 2000. Disponível em: <http://www.datavenia.inf.br/frame-artig.html>. Acesso em: 31 jul. 2000.

SILVA, Ives Gandra da. Pena de morte para o nascituro. O Estado de S. Paulo, São Paulo, 19 set. 1998. Disponível em: <http:/www.providafamilia.org/pena_morte_nascituro.htm>. Acesso em: 19 set. 1998.

Obs: Quando um autor vier citado mais de uma vez, nas referências, usa-se o travessão equivalente a seis espaços e ponto, para substituir o nome do autor e registram-se, a seguir, os dados referentes à fonte consultada. Se o título e o autor forem repetidos, usam-se dois travessões, com seis espaços cada, separados por ponto para substituí-los.

PICHON RIVIÈRE, E.   O processo educativo.  São Paulo: Martins Fontes, 1990.

_____ . Teoria do vínculo. São Paulo: Martins Fontes, 1989.

Obs.: A obra mais recente vem em primeiro lugar, seguida da mais antiga.

SILVA, De Placido e. Vocabulário jurídico. 4. ed. Rio de Janeiro: Forense, 1996. 5 v. em 3. p. 501.

______.______.2. ed. Rio de Janeiro: Forense, 1990. 5v. em 3. p. 202.

  1. Alguns exemplos de referências:

a)      Dicionário

KOOGAN, André; HOUAISS, Antônio (Ed.). Enciclopédia e dicionário digital 98. Direção Geral de André Koogan  Breikmam. São Paulo: Delta: Estadão, 1998. 5 CD-ROM. Produzida por Videolar Multimídia.

b)      Publicação periódica: Número especial de revista

MACEIÓ – terra do sol. Viagem e Turismo, São Paulo, ano 6, n. 2, fev. 2001.

c)      Simpósios, Congressos, Conferências etc.

BRAYNER, A.R.A.; MEDEIROS, C.B. Incorporação do tempo em SG, BD orientado a objetos. In: SIMPÓSIO BRASILEIRO DE BANCO DE DADOS, 9, 1994, São Paulo. Anais... São Paulo: USP, 1994. p. 16-29.

Em meio eletrônico:

CONGRESSO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UFPe, 4. 1996. Recife. Anais eletrônicos. Recife: UFPe, 1996. Disponível em: < http://www.propesq.ufpe.br/anais.htm> . Acesso em: 21 jan. 1997.

d)     Documentos Jurídicos

Constituição Federal     

BRASIL. Constituição (1988).  Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal, 1988.

Decreto

SÃO PAULO (Estado). Decreto n.º 1569-9, de 11 de dezembro de 1997. Estabelece multa em operações de importação, e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 14  dez .1997. Seção 1, p. 29514.

Medida provisória

BRASIL. Medida provisória nº 1569-9, de 11 de Dezembro de 1997. Estabelece multa em operações de importação e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Poder Executivo, Brasília, DF, 14 dez. 1997. Seção 1, p. 29514.

Consolidação de lei

BRASIL. Consolidação das Leis do Trabalho. Decreto – lei n.º 5451, de 1 de maio de 1943. Aprova a consolidação das leis do trabalho. Lex – Coletânea de Legislação: edição federal. São Paulo, 1943.

Código

BRASIL. Código civil. Organização dos textos, notas remissivas e índices por Juarez de Oliveira. 46. ed.  São Paulo: Saraiva, 1995.

Apelação Cível

BRASIL. Tribunal Regional Federal. (5. Região) Administrativo. Escola Técnica Federal. Pagamento de diferenças referentes a enquadramento de servidor decorrente da implantação de Plano Único de Classificação e Distribuição de Cargos e Empregos, instituído pela Lei n.º 8.270/91. Predominância da lei sobre a portaria. Apelação cível n.º 42.441 – PE (94. 05.01629-6). Apelante: Edilemos Mamede dos Santos e outros. Apelada: Escola Técnica Federal de Pernambuco. Relator: Juiz Nereu Santos. Recife, 4 de março de 1997. Lex: Jurisprudência do STJ e Tribunais Regionais Federais, São Paulo, v.10, n. 103, p. 558-561, mar. 1998.                                                     

Habeas-Corpus

BRASIL. Superior Tribunal de Justiça. Processual Penal. Habeas-corpus. Constrangimento ilegal. Habeas-corpus n.º 181.636-1, da 6ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, Brasília, DF, 6 de dezembro de 1994. Lex: Jurisprudência do STJ e Tribunais Regionais Federais, São Paulo, v. 10, n. 103, p. 236-240, mar. 1998.

Súmulas

BRASIL. Supremo Tribunal Federal. Súmula n.º 14. Não é admissível por ato administrativo restringir, em razão de idade, inscrições em concurso para cargo público . In:_____ Súmulas. São Paulo: Associação dos Advogados do Brasil, 1994. p 16.

Doutrina

BARROS, Raimundo Gomes de. Ministério Público: sua legitimação frente ao Código do Consumidor. Revista Trimestral de Jurisprudência dos Estados, São Paulo, v. 19, n. 139, p. 53-72, ago. 1995.

Em meio eletrônico:

As referências devem obedecer aos padrões indicados para documento jurídico, acrescidas das informações relativas à descrição física do meio eletrônico (disquetes, CD-ROM, online etc.).

LEGISLAÇÃO brasileira: normas jurídicas federais, bibliografia brasileira de Direito. 7. ed. Brasília, DF: Senado Federal, 1991. 1 CD-ROM. Inclui resumos padronizados das normas jurídicas editadas entre janeiro de 1946 e agosto de 1999, assim como textos integrais de diversas normas.

BRASIL. Regulamento dos benefícios da previdência social. In: SISLEX: Sistema de Legislação, Jurisprudência e Pareceres da Previdência e Assistência Social. [s.l.]: DATAPREV, 1999. 1CD-ROM.

AYRES, Felipe. Aposentadoria por tempo de serviço. Rio de Janeiro, 2003. 1 disquete.

e)      Documentos iconográficos

Fotografia em papel

KOBAYASHI, K.  Doenças dos chavantes, 1980. 1 fotografia, color, 16 cm x 56 cm. Foto publicada no jornal.

PEIXOTO, D. PMS do BOPE se protegem atrás de um carro num dos acessos ao Complexo do Alemão: eles têm a missão de encontrar um depósito de fuzis. O Globo, Rio de Janeiro, 14 fev. 2001. p. 1. 1 fotografia, color.

f)       Documento sonoro

Entrevista gravada

SILVA, L. I. L. da . Luiz Inácio Lula da Silva: depoimento [abr. 1991]. Entrevistadores: V. Tremel e M. Garcia. São Paulo: SENAI-SP,1991. 2 fitas cassetes. Entrevista concedida ao Projeto Memória do SENAI – SP.

Fita Cassete

FAGNER, R. Revelação. Rio de Janeiro: CBS, 1988. 1 cassete sonoro (60 min), 3 ¾ pps, estéreo.

Formas abreviadas das notas de referências: A primeira citação de uma obra deve ter sua referência completa. As subseqüentes citações da mesma obra podem ser referenciadas de maneira abreviada, utilizando as seguintes abreviaturas quando for o caso:

a) ibidem ou ibid (na mesma obra) : usar quando a mesma obra de um autor aparecer seqüencialmente no texto, isto é, sem existir uma outra citação entre elas.

b) idem ou id. (do mesmo autor): usar quando duas obras diferentes do mesmo autor forem citadas em sequência.

c) Opus citatum ou op. cit. (obra citada): usar quando uma mesma obra aparecer mais de uma vez citada no texto, independente da sequência das citações anteriores.

d) apud - citado por, conforme, segundo: usar quando a citação referenciada for de um trecho de um determinado autor, mas que aparece na obra de um outro autor.


Artigos

Política padrão de seção

Política de Privacidade

Os nomes e endereços informados nesta revista serão usados exclusivamente para os serviços prestados por esta publicação, não sendo disponibilizados para outras finalidades ou a terceiros.