A arte de falar mal dos outros e outras maledicências: risos, pasquines e fofocas na comunidade Astrogilda Cafundá - Quilombo de Vargem Grande (RJ)

Luz Stella Rodríguez Cáceres

Resumo


Este artigo apresenta uma análise sobre a natureza da oralidade na comunidade Astrogilda Cafundá do Quilombo de Vargem Grande, localizado na zona oeste da cidade do Rio de Janeiro. Atos narrativos estão presentes no cotidiano de trabalhos, festejos e lazer. A troca verbal das experiências vividas promove a criação de uma comunidade narrativa que se expressa em várias situações que destacam a arte de relatar e conversar, onde além dos canais de sociabilidade se expõe uma filosofia sobre a vida e o mundo existente e as relações sociais que os criam. Mediado pela narração o mundo é interpretado, ordenado e transmitido aos outros. A reflexão explora não apenas o conteúdo das narrações, mas os formatos assumidos pelos atos narrativos tais como performances corporais, pasquins e fofocas. Em todos eles o riso e a irreverência são ingredientes irresistíveis e onipresentes.

Palavras-chave


Narrativa oral, Riso, Fofoca, Performance, Quilombo, Pasquim.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/antropolitica2016.0i41.a496

Apontamentos

  • Não há apontamentos.
';