CIRCULAÇÃO DE CONHECIMENTO E CULTURA ENTRE A ALEMANHA E O BRASIL / THE SHARING OF KNOWLEDGE AND CULTURE BETWEEN GERMANY AND BRAZIL / CIRCULACIÓN DE CONOCIMIENTO Y CULTURA ENTRE ALEMANIA Y BRASIL

Autores

  • Thaís Janaina Wenczenovicz Universidade Estadual do Rio Grande do Sul
  • Ricardo Gaulia Borrmann Universidade de Munique

DOI:

https://doi.org/10.22409/rcj.v4i7.363

Palavras-chave:

Alemanha, Brasil, circulação de conhecimento, Cultura, Tobias Barreto, Sílvio Romero.

Resumo

CIRCULAÇÃO DE CONHECIMENTO E CULTURA ENTRE A ALEMANHA E O BRASIL: RECEPÇÃO POR TOBIAS BARRETO E SÍLVIO ROMERO

Resumo: Este trabalho analisa a recepção cultural da cultura política alemã em suas relações com a cultura política brasileira, a partir de um enfoque da história cultural (e das ideias), com base nos processos de circulação de ideias e apropriação cultural por Tobias Barreto e Sílvio Romero. A recepção no Brasil destes autores é verificada a partir dos intelectuais do campo jurídico no Brasil, bem como das discussões em torno da Constituição brasileira de 1934. Para tanto, utiliza-se das mediações e interrelações culturais presentes nesse processo, bem como no campo das ideias onde o processo é mediado pela tradução e apropriação de múltiplas culturas políticas. O procediemento metodológico utilizado é o bibliográfico-investigativo – com uso de fontes disponibilizadas em acervos bibliográficos da Sessão de Obras Raras da Biblioteca Nacional do Rio de Janeiro e da Biblioteca do Tribunal de Justiça (TJRJ) e arquivos públicos e bibliotecas da Alemanha.

 

CIRCULACIÓN DE CONOCIMIENTO Y CULTURA ENTRE ALEMANIA Y BRASIL: RECEPCIÓN DE TOBIAS BARRETO Y SÍLVIO ROMERO

Resumen: Este artículo analiza la recepción cultural de la cultura política alemana en sus relaciones con la cultura política brasileña, desde un enfoque de historia (e ideas) cultural, con basado en los procesos de circulación de ideas y apropiación cultural de Tobias Barreto y Sílvio Romero. La recepción en Brasil de estos autores se verifica desde los intelectuales del campo en Brasil, así como las discusiones en torno a la Constitución brasileña de 1934. Por tanto, utiliza las mediaciones e interrelaciones culturales presentes en este proceso, así como
en el campo de las ideas donde el proceso está mediado por la traducción y apropiación de múltiples culturas políticas. El procedimiento metodológico utilizado es el bibliográfico-investigativo - utilizando fuentes disponibles en colecciones bibliográficas de las Obras Raras Biblioteca Nacional de Río de Janeiro y Biblioteca de la Corte de Justicia (TJRJ) y archivos públicos y bibliotecas en Alemania.

 

THE SHARING OF KNOWLEDGE AND CULTURE BETWEEN GERMANY AND BRAZIL: THE RECEPTION BY TOBIAS BARRETO AND SÍLVIO ROMERO

Abstract: This paper analyzes the cultural reception of German political culture in its relations with Brazilian political culture, from a focus of cultural history (and ideas), with based on the processes of circulation of ideas and cultural appropriation by Tobias Barreto and Sílvio Romero. The reception in Brazil of these authors is verified from the intellectuals of the field in Brazil, as well as the discussions around the 1934 Brazilian Constitution. Therefore, it uses the mediations and cultural interrelationships present in this process, as well as
in the field of ideas where the process is mediated by the translation and appropriation of multiple political cultures. The methodological procedure used is the bibliographic-investigative - using sources made available in bibliographic collections of the Rare Works National Library of Rio de Janeiro and the Library of the Court of Justice (TJRJ) and public archives and libraries in Germany.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Thaís Janaina Wenczenovicz, Universidade Estadual do Rio Grande do Sul

Docente Adjunta e Pesquisadora Sênior - UERGS

Ricardo Gaulia Borrmann, Universidade de Munique

Cientista Político e Historiador, doutor em história cultural pela Universidade de Munique (2017). Atualmente realiza pesquisas de Pós-Doutorado na Alemanha sobre o círculo intelectual do crítico de cinema Paulo Emílio Salles Gomes. Atua nas áreas de história contemporânea, cultura jurídica, história do cinema e circularidade cultural entre Europa e América Latina nos séculos XIX e XX

Referências

BARRETO, Tobias. Monografias em Alemão. Rio de Janeiro: Instituto Nacional do Livro, 1978.
CÉSAR, Constança Marcondes. Sílvio Romero e a Escola do Recife. In: Actas do III Coloquio Tobias Barreto. Instituto de Filosofia Luso-Brasileira, 1996. p. 299-302.
CHACON, Vamireh. Da Escola do Recife ao Código Civil. Rio de Janeiro: Organizações Simões Editora, 1969.
FAORO, Raymundo. Os donos do poder. 3 ed. Rio de Janeiro: Globo, 2001.
FREYRE, Gilberto. Casa-Grande & Senzala. Rio de Janeiro: Editora Record, 1998.
HOLANDA, Sérgio Buarque de. Raízes do Brasil. Coleção Documentos Brasileiros. Prefácio de Antônio Cândido. Rio de Janeiro:José Olympio, 1987.
MORAES FILHO, Evaristo de. O pensamento político-social de Sílvio Romero. In: ROMERO, Sílvio. Realidades e ilusões no Brasil: parlamentarismo e presidencialismo e outros ensaios. Petrópolis: Editora Vozes, 1979.
PONTES, Heloísa. Círculos de intelectuais e experiência social. In: Revista Brasileira de Ciências Sociais, 12, 34, 1997.
RANCIÈRE, Jacques. O conceito de anacronismo e a verdade do historiador. In: SALOMON, Marlon (Org.). História, verdade, tempo. Chapecó: Argos, 2011.
ROMERO, Sílvio. Uma esperteza: os cantos e contos populares do Brasil e o Sr. Theophilo Braga. Protesto por Sylvio Roméro. Rio de Janeiro: Tipografia da Escola, de Serafim José Alves, 1887.
SALDANHA, Nelson. Filosofia do Direito. In: FRANÇA, R. Limongi (Coord.). Enciclopédia Saraiva do Direito. São Paulo: Saraiva, 1977, v. 37, p. 358-362.
______. A "Escola do Recife" na evolução do pensamento brasileiro. In: CRIPPA, Adolpho (Coord.). As idéias filosóficas no Brasil-séculos XVIII e XIX. São Paulo, Convívio, 1978. p. 81-114.
STEINER, Renata Carlos. A ‘formação da alma” da cultura jurídica brasileira: da criação dos cursos jurídicos à Escola do Recife. In: Revista Captura Críptica: direito, política, atualidade. Florianópolis, n.3, v.1, p. 165-190, jul./dez. 2010. Disponível em: http://www.ccj.ufsc.br/capturacriptica/documents/n3v1/parciais/10.pdf. Acesso em 06 de junho de 2017.
SIRINELLI, Jean-François. Os intelectuais. In: RÉMOND, René. Por uma história política. 2. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2003.
SÃœSSEKIND de Mendonça, Carlos. Sílvio Romero. Rio de Janeiro: Ministério da Educação e Cultura, Serviço de Documentação, 1963.
TEIXEIRA, Anísio. Ensino superior no Brasil: análise e interpretação de sua evolução até 1969. Rio de Janeiro: Editora da Fundação Getúlio Vargas, 1989.
VENANCIO FILHO, Alberto. Das arcadas ao bacharelismo. São Paulo: Editora Perspectiva, 1982.
WOLKMER, Antônio Carlos. Introdução ao pensamento jurídico crítico. São Paulo: Acadêmica, 1991.

Downloads

Publicado

2017-06-13