RISCOS DE ACIDENTES E DESASTRES EM ÁREA SUJEITA E NÃO SUJEITA A ENCHENTES NO MUNICÍPIO DE ITABORAÍ/RJ: A PERCEPÇÃO DOS PROFESSORES DO ENSINO FUNDAMENTAL.

Katia Mariana Holanda Barbosa, José Rodrigo de Moraes, Mônica de Aquino Galeano Massera da Hora

Resumo


A educação sobre riscos de desastres no currículo escolar está prevista no novo §7o, art.26 da Lei no 9.394/1996. Com foco neste tema, este estudo buscou avaliar e comparar a percepção de riscos de desastres entre professores do ensino fundamental. Foram selecionadas cinco escolas públicas do ensino fundamental do município de Itaboraí-RJ, na área de influência do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), tendo como destaque os temas relacionados à defesa civil, especificamente na questão das enchentes. A percepção dos riscos de desastres de professores foi baseada numa pesquisa quantitativa em escolas situadas em área sujeita/não sujeita a enchentes. A divisão das escolas se baseou numa pesquisa qualitativa dirigida à direção das escolas e na avaliação fotográfica do entorno. A partir dos resultados, verificou-se a baixa percepção de riscos de desastres dos professores de ambos os grupos de escolas.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/resa2013.v6i2.a20998

Apontamentos

  • Não há apontamentos.