MONITORAMENTO PARA MELHORIA DA GESTÃO DO TRABALHO EM SAÚDE A PARTIR DO ENSINO NÃO FORMAL NO INSTITUTO DE PESQUISA CLÍNICA EVANDRO CHAGAS DA FUNDAÇÃO OSWALDO CRUZ

IVANEA MOURA DA ROCHA, DINAIR LEAL DA HORA, MICHELLE MACHADO MEIRELLES, ANDRÉIA OLIVEIRA DE MENEZES, ODÍLIO DE SOUZA LINO, MARCELINO JOSÉ JORGE, CLAUDIA TERESA VIEIRA DE SOUZA

Resumo


No campo da saúde, a gestão do trabalho exige o reconhecimento das dimensões que
envolvem o trabalho e os seus trabalhadores; articulados com os processos de gestão;
com a configuração estrutural e com a retomada dos mecanismos de regulação estatal, a
partir do conhecimento e da definição da capacidade gestora que envolve o trabalho, o
trabalhador como “ser social” e a sociedade. A partir de um projeto de pesquisa
realizamos uma atividade de ensino não formal voltada para a epidemiologia e
prevenção das doenças infecciosas e parasitárias, que subsidiará a elaboração e
execução do Planejamento Estratégico e de Gestão de Recursos Humanos. Além disso,
a construção de indicadores e outras ferramentas que permitam otimizar o processo de
trabalho institucional, propiciando impacto significativo nos processos de gestão e
planejamento institucional é uma importante forma de valorização do capital humano e
do conhecimento como forças produtivas essenciais para a gestão de qualidade.
Palavras-chave: Ensino não formal; Gestão; Trabalhadores de Saúde, Ambiente
Hospitalar

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/resa2009.v2i1.a21035

Apontamentos

  • Não há apontamentos.