CORPO, IDENTIDADE E MEDIAÇÕES CULTURAIS: O USO DO CINEMA NO ENSINO

Autores

  • Jeimis Nogueira de Castro CEFET/RJ e Fundação Oswaldo Cruz /Instituto Oswaldo Cruz /PGEBS
  • Eliane Portes Vargas Fundação Oswaldo Cruz/Instituto Oswaldo Cruz/LEAS
  • Shirley Donizete Prado Universidade do Estado do Rio de Janeiro/Departamento de Nutrição Social/Instituto de Nutrição
  • Francisco Romão Ferreira Universidade do Estado do Rio de Janeiro/Departamento de Nutrição Social/Instituto de Nutrição

DOI:

https://doi.org/10.22409/resa2020.v13i1.a27486

Resumo

Este trabalho partiu da nossa vivência no contexto escolar e da literatura sobre os temas abordados: corpo, identidade e diferença. Elegemos o ensino de Educação Física como foco pelo fato de em muitos casos ser mais visível a busca de uma identidade fixa dos estudantes por meio do controle dos corpos, mas as questões abordadas no texto não se restringem a essa área, podem ser utilizadas no ensino de Ciências ou em qualquer área do conhecimento que tenha interesse em promover discussões sobre essas questões. Assim sendo, o objetivo deste trabalho foi discutir de que maneira as aulas de Educação Física na escola podem colaborar no processo de construção das identidades numa perspectiva intercultural. Para isso, adotamos o uso do cinema a fim de promovermos formas de resistência e rompimento de hierarquias e relações opressivas de poder para se chegar a uma sociedade mais democrática, plural e humana.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-05-25

Edição

Seção

Artigos