O QUE FAZEM AS ESCOLAS QUE DIZEM FAZER/TER UMA HORTA?

Autores

  • ANGELICA COSENZA PROFESSORA FACULDADE DE EDUCAÇÃO DA UFJF
  • Jaqueline Cerqueira Araújo Bolsistas Iniciação Científica, Licenciada em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Juiz de Fora.
  • Mariana Sell de Miranda Ferraz Bolsistas Iniciação Científica, Licencianda em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Juiz de Fora.

DOI:

https://doi.org/10.22409/resa2020.v13i2.a28264

Resumo

O foco do presente artigo está em discutir sentidos sobre usos e finalidades das hortas nas escolas públicas estaduais de Juiz de Fora, MG, bem como suas implicações à educação ambiental. O estudo se baseia em um levantamento, produzido entre os anos de 2016 e 2017, das escolas estaduais locais que possuíam hortas. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas com professores, produtores de práticas educativas relacionadas às hortas, objetivando aprofundar o olhar sobre o uso pedagógico destas. Utilizamos como referencial teórico metodológico os Estudos Críticos do Discurso, com base em Norman Fairclough. Os resultados mostram a ausência de um viés contra-hegemônico na construção discursiva da educação ambiental praticada nas hortas, uma vez que se sustenta por representações conservadoras cuja prevalência consiste no apagamento de injustiças e conflitos socioambientais, bem como de seus atores, nas relações que se estabelecem com o alimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

ANGELICA COSENZA, PROFESSORA FACULDADE DE EDUCAÇÃO DA UFJF

Sou professora da Faculdade de Educação da Universidade Federal de Juiz de Fora. Possuo graduação em Ciências Biológicas (1998) e Mestrado em Educação (2004) pela UFJF. Sou doutora em Educação em Ciências e Saúde (2014) pelo Núcleo de Tecnologia Educacional para a Saúde da UFRJ, tendo cumprido também parte de minha formação doutoral (2013) na Universidade Autônoma de Barcelona/Espanha (UAB). Atuo como professora e pesquisadora no Grupo de Pesquisa "Núcleo de Educação em Ciência, Matemática e Tecnologia" (NEC/UFJF), onde coordeno o GEA- Grupo de estudos e pesquisas em educação ambiental. Atualmente também atuo como docente no Programa de Pós-Graduação em Educação da Faculdade de Educação da UFJF (mestrado e doutorado acadêmicos)

Downloads

Publicado

2020-08-31

Edição

Seção

Artigos