Festa, Disputa territorial, Reexistência e Educação Ambiental desde el Sur: Um estudo de caso da Gran Marcha Carnaval de Tolima, Colômbia.

Marcelo Aranda Stortti, Glória Marcela Flórez Espinosa, Renzo Alexander Garcia

Resumo


Neste trabalho, apresentamos uma prática social e educativa chamada de Marcha Carnaval do movimento ambiental colombiando (Comité Ambiental en Defensa de la Vida). Essa ação coletiva ocorre uma vez ao ano desde 2011, pela ação da organização social Comité Ambiental en Defensa de la Vida em Ibagué, Departamento de Tolima (Colombia). Essa experiencia inovadora latinoamerica, nos motivou a estabelecer como objetivo desse estudo a dimensão educativa da ação cultural da Marcha Carnaval, levando-nos a perguntar: como na prática socioambiental do Comité Ambiental desenvolvem-se processos educativos de construção e transmissão de saberes culturais e da educação ambiental? Para tal, estabelecemos como referencial teórico a educação ambiental crítica, a ecologia política e açãocultural dialógica de Paulo Freire. A metodologia escolhida foi a de estudo de caso e utilizamos a técnica de análise de conteúdo de Laurence Bardin e sua classificação temática para analisar os dados coletados disponíveis em diferentes redes sociais e no sites/redes sociais e nos arquivos do Comitê Ambiental en Defensa de la Vida.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22409/resa2020.v0i0.a40589

Apontamentos

  • Não há apontamentos.